"Não precisava ter feito essa covardia com a minha mãe", diz filha de mulher assassinada pelo ex-marido - Rádio Missioneira - São Luiz Gonzaga - RS
55.99986.2313 (55) 3352-4141

PREVISÃO DO TEMPO

São Luiz Gonzaga
11 de dezembro de 2018
55.99986.2313 (55) 3352-4141

“Não precisava ter feito essa covardia com a minha mãe”, diz filha de mulher assassinada pelo ex-marido

Foto: Reprodução Facebook
11 de dezembro de 2018 l 22:52
Materia atualizada: 06/01/2019 l 18:36

Nathiele Ávila havia voltado a estudar e tinha planos de fazer faculdade





Compartilhe!
  • 2.4K
    Shares

Mais um homem inconformado com o fim de um relacionamento assassinou a ex-companheira. É o terceiro crime do tipo nas últimas 24 horas no Rio Grande do Sul. Desta vez o feminicídio ocorreu em São Nicolau e vitimou a jovem Nathiele Ávila, de 28 anos e mãe de dois filhos. Ela foi assassinada brutalmente com pelo menos 10 facadas. O ex-marido foi preso por policiais militares.

A filha mais velha da vítima, Josiele Siqueira, postou depoimento no Facebook que confirma a hipótese de feminicídio por não aceitar que a relação havia acabado. “Porque ele não aceitou a separação, não precisaria ele ter feito essa covardia minha mãe, tudo acabou. Sei que estará cuidando de mim e do Pyettro de onde estiver”, escreveu. O pequeno Pyettro tem dois anos.

A jovem, que é estudante, lamentou que a vida da mãe tenha acabado dessa maneira. “Aquela mulher guerreira! Mas seu destino acabado covardemente”, relatou. Ela escreveu que sentirá saudades e que não sente muita coragem no momento, mas sabe que precisa ser forte para cuidar do irmão pequeno que ficou órfão. “A saudade vai bater, a coragem tá pouca, mas sei que deverei ser forte para cuidar do nosso gordinho, porque tão nova seu futuro foi interrompido”, descreveu.

Segundo a filha, a mãe tinha planos profissionais, pois tinha acabado de voltar à escola após a separação e pretendia fazer faculdade.  “Porque isso foi acabar assim. Tantos sonhos acabado por um covarde, sonho de estudar e ser alguém, ontem mesmo falando em fazer algo pela frente talvez ser psicóloga”, contou.

No perfil da vítima, atualizações recentes mostravam que ela estava feliz. Em novembro, postou uma foto a legenda “Novos horizontes para o futuro. Viver uma nova vida”. O velório de Nathiele será nesta madrugada na capela São Roque.

Segundo feminicídio do ano em São Nicolau

Em abril deste ano, outra mulher foi morta com vários golpes de faca pelo ex-marido, que também não aceitava o fim da relação. Ieda Gomes da Luz, de 41 anos, foi morta em casa, após ir até a polícia naquela tarde para informar sobre as ameaças do feminicida. Ele invadiu a casa da vítima e atacou com a faca. Depois do crime fugiu e não foi localizado. A polícia decretou a prisão do acusado que está foragido desde então.

Ato contra a violência que as mulheres sofrem

A crueldade do crime e os vários casos de violência contra as mulheres em São Nicolau vão motivar um ato amanhã (12) à tarde no município. Um grupo organiza uma caminhada após o velório de Nathiele, para acompanhar o cortejo fúnebre até o cemitério. A comunidade é convidada a participar vestida de preto. 

Autora: Amanda Lima

Fonte: Rádio Missioneira


Copyright 2018 ® - Todos os direitos reservados