Vítima de acidente de trânsito, padre Eugênio Hartmann morre aos 66 anos

Compartilhe!

A Diocese Angelopolitana comunicou nesta segunda-feira (15) o falecimento do padre Eugênio João Hartmann, ocorrido em um trágico acidente no domingo. O veículo em que ele estava capotou sobre a ponte do Arroio Lajeado do Bugre, na divisa dos municípios de Alecrim e Porto Vera Cruz. Em seus 36 anos de vida sacerdotal na Igreja Católica, o padre atuou em duas oportunidades em São Luiz Gonzaga: de 1986 a 1989 foi o vigário paroquial e de 1995 a 2000 pároco.

Segundo a Diocese, o velório deverá acontecer, em parte, na Igreja Matriz de Alecrim, município em que padre Eugênio atuava, com início nesta segunda-feira a tarde e depois segue para a Linha Acre, em Cândido Godói, com missa de corpo presente às 18h.

Histórico

O padre Eugênio João Hartmann nasceu no dia 20 de dezembro de 1954 em Linha Atolosa, Cerro Largo, onde foi batizado. Na sua infância e adolescência viveu na Linha Acre, Cândido Godói.

É filho de Beno Hartmann (in memóriam) e Berta Welter Hartmann. Tem 12 irmãos: Hélio, Ir. Celita, Ênio (in memóriam), Erno, Harry (in memóriam), Hari, Norma, Roque, Anita, Julci, Jacir e Marisa.

Fez o Ginásio em Cândido Godói e o Científico no Colégio Medianeira, morando no Seminário São José de Cerro Largo. Enquanto estava no Seminário Padre Adolfo Gallas, fez o Curso Propedêutico, a Filosofia e Letras (Dom Bosco – UNIJUÍ).

No Seminário de Viamão fez o Curso de Teologia e trabalhou dois anos como assistente dos seminaristas no Seminário de Cerro Largo. No último ano de Teologia estagiou na Igreja Irmã de Marabá (PA), com a qual mantém contato e visitas até hoje.

Foi ordenado padre no dia 12 de janeiro de 1985 na comunidade de Linha Acre, Cândido Godói. Seu lema de ordenação: “Eu te louvo, Pai, Senhor do Céu e da Terra, porque escondeste estas coisas aos sábios e inteligentes, e as revelaste aos pequeninos.” (Lc 10,21).

Nos 36 anos como padre, ajudou a servir em 6 Paróquias:

1985: Vigário Paroquial em Alecrim

1986 – 1989: Vigário Paroquial em São Luiz Gonzaga

1990 – 1994: Pároco de Catuípe e Chiapeta

1995 – 2000: Pároco de São Luiz Gonzaga

2001 – 2012: Pároco de Santo Cristo

2013 – 2021 – Pároco de Alecrim

O padre Eugênio Hartmann era devoto dos Santos Mártires das Missões, onde dedicou boa parte de sua trajetória em prol da causa missioneira, além de Nossa Senhora Aparecida, tanto que seu sonho era construir uma Gruta dedicada a Santa em Alecrim, plano que se concretizou com o apoio de toda a comunidade. Destacou-se sempre por sua simplicidade, humildade, franqueza, luta por justiça social e por um mundo melhor.

Fonte: Diocese Angelopolitana