Vereador Laureano pede que pessoas comemorem sem tiros ou fogos de artifício neste Reveillon

Compartilhe!

Disparos de armas de fogo e fogos de artifício são tradicionais em festas no Brasil, especialmente no Natal e Ano Novo. As práticas são perigosas para humanos e animais. Cães se machucam ao tentar fugir do barulho, que é sensível para eles, são atropelados e até morrem por causa dos fogos.  Os humanos, em especial crianças e idosos, também sofrem com os barulhos. Ainda existem aqueles que não manuseiam os fogos corretamente e ficam com lesões no corpo, principalmente na mão e braço.  Sobre os tiros, existe sempre o risco de atingir alguém. Em 2016, uma idosa ficou ferida com um disparo quando estava em uma confraternização perto da Praça Cícero

Muitas pessoas sabem que as práticas não trazem benefícios, mas ainda sim continuam. O vereador Laureano Castilho (PSDB), que dedica seu trabalho ao cuidado com os animais, lidera uma campanha neste fim de ano para evitar o uso de fogos barulhentos e tiros, especialmente na noite de Reveillon.

Em entrevista à Rádio Missioneira, ele relatou que no Natal atendeu muitos casos de animais perdidos e feridos com os fogos. “Sabemos que fazem muito mal para humanos e animais. Só é bonito o aspecto visual dos fogos”, explicou. Laureano alerta que é possível se divertir e celebrar de forma consciente e segura.

Neste sábado (29), o vereador vai realizar uma ação de conscientização no Centro de São Luiz Gonzaga. Serão distribuídos panfletos de alerta sobre a prática. Castilho espera a adesão da comunidade e que colabore com a iniciativa em defesa de um feriado mais seguro.

Autora: Amanda Lima

Fonte: Rádio Missioneira