Nova variante do coronavírus atinge Porto Xavier e assusta município

Compartilhe!

Município já contabiliza 33 óbitos. Prefeito perdeu pai, mãe e irmão e cidade espera uma diminuição dos números nos próximos dias

A cidade de Porto Xavier enfrenta o pior momento da pandemia. Com uma média de 40 casos diários de covid-19, o município de aproximadamente 10 mil habitantes espera que os números da doença comecem a perder força nos próximos dias. A informação foi confirmada pelo prefeito Gilberto Menin, durante entrevista ao programa Jornal da Manhã na Missioneira FM 94.9 nesta sexta-feira (7).

Segundo o prefeito, o município registrou ontem (6) o primeiro caso de reinfecção pelo novo coronavírus. O teste foi encaminhado para Porto Alegre para averiguação da genotipagem. A 12ª Coordenadoria Regional de Saúde já confirmou a presença da variante P1 no município, que muito possivelmente é a responsável pela explosão de casos e de mortes.

Em uma semana, a cidade registou seis óbitos. Conforme o último Boletim Epidemiológico divulgado pela Prefeitura, Porto Xavier já contabiliza 33 mortes pela doença. Outras 16 pessoas estão internadas em leitos clínicos e cinco hospitalizadas em Unidades de Terapia Intensiva. Um número que impressiona é de casos ativos: 240 moradores estão com a covid-19 sendo monitorados em domicilio. Desde o início da pandemia, a cidade contabiliza 1.446 casos. Nas últimas 24 horas, 11 novos registros foram confirmados, o que representa uma queda em relação ao demais dias.

Para tentar conter o avanço da nova cepa, o prefeito Menin precisou tomar medidas drásticas. Na sexta-feira passada, dia 30, o Executivo decretou lockdown durante três dias e toque de recolher por uma semana. Fiscais da Vigilância Sanitária seguem nas ruas orientando a população.

TRÁGEDIA FAMILIAR

O prefeito Gilberto Menin vive uma tragédia pessoal provocada pela covid-19. No mês de março, enquanto encontrava-se entubado na cidade de Cachoeira do Sul, seu pai e sua mãe morreram vítimas da doença. Após ficar 14 dias no oxigênio, recebeu a informação que seu irmão também acabava de falecer em decorrência do vírus.

“Foi um terror. Fui esmagado, judiado, vivi uma guerra espiritual e nunca imaginei que existisse uma doença tão ruim”, desabafa o prefeito. Gilberto Menin conta que perdeu a fala e ficou se comunicando apenas por gestos. Após tratamentos, se recuperou e hoje está atuando novamente no Executivo.

O prefeito ressalta que Porto Xavier irá dar a volta por cima e continuará sendo o importante corredor internacional do Rio Grande do Sul. O empreendedorismo da cidade auxiliará na recuperação da economia, afetada pelos efeitos da pandemia e a vacinação dos caminhoneiros, conforme Menin, é fundamental para isso.

Rádio Missioneira