Valdinei Donato comenta sobre posição da Sementes Cambaí, a segunda maior empresa de São Luiz Gonzaga - Rádio MissioneiraRádio Missioneira
55.99986.2313 (55) 3352-4141

PREVISÃO DO TEMPO

São Luiz Gonzaga
19 de novembro de 2018
55.99986.2313 (55) 3352-4141

Valdinei Donato comenta sobre posição da Sementes Cambaí, a segunda maior empresa de São Luiz Gonzaga

Foto: Nivaldo Maciel/Rádio Missioneira
19 de novembro de 2018 l 21:11
Materia atualizada: 20/11/2018 l 07:39

Empresário comentou sobre atuação da empresa





Compartilhe!

Segundo lugar entre as empresas com maior participação no retorno do ICMS em São Luiz Gonzaga, a Sementes Cambaí se destaca no ramo de produção e comercialização de cultivares de soja e trigo. Com 13 anos de atividades, a empresa investe na produção própria, planejamento detalhado da lavoura e o transporte do grão para o comprador.

À frente dos trabalhos o engenheiro agrônomo Valdinei Donato, proprietário da empresa concedeu entrevista ao programa Jornal da Manhã nesta segunda-feira (19). Ele afirmou que o momento é muito importante e celebrou o resultado da participação da empresa no retorno de ICMS par o município. “É fruto de um trabalho contínuo e sério no sentido de atender de forma correta e clara o produtor para que ele alcance um bom resultado”, afirmou.

A posição é decorrência do volume comercializado em 2017 que não é considerado pelo agrônomo um bom ano, pois foi registrada perda de sementes volume considerável devido à intensas chuvas registradas em maio. Segundo Valdinei, as perdas comprometeram parte do faturamento refletindo diretamente no resultado. Para este ano a expectativa é melhor, porém mais que crescimento, Donato diz que a busca por estabilidade e entrega correta da melhor semente, a mais indicada para o produtor ter sucesso é o principal.

Vendas

A maioria das rendas ocorre por meio de parceiros de revendas, espalhados por várias regiões. A atuação é no Mato Grosso do Sul, Missões e Noroeste gaúcho, além da área Central, Fronteira e arredores de Porto Alegre. A Cambaí também está sempre aberta à inovação. Valdinei contou o caso de um projeto de Uruguaiana, que tem uma grande área. O objetivo é encontrar o melhor tipo de cultivar para o solo do município. O produtor fez pesquisa para encontrar uma empresa disposta e encontrou a Cambaí, que faz todo o acompanhamento da lavoura de soja.

Safra de trigo

Sobre a recém colhida safra do cereal, Donato avalia como satisfatória. A empresa comercializou materiais conhecidos na região e outros novos. A média, de 60 sacas por hectare, foi fechada em 55. Para o produtor, foi boa em análise de como foi o clima.

Em relação ao mercado, o empresário avalia que o mercado está diferente. Ele defende a ideia de Paulo Pires, que propõe que o estado seja exportador. Hoje, 25% dos contratos estão sendo exportados. O engenheiro destaca que para 2019, vê potencial na região e aumento na área de trigo plantada.

Soja

Valdinei explicou que o momento é crucial para o plantio de soja. Até agora, são encontrados problemas como doenças de solo, que atacam as plantas logo que germinam.

Outra dificuldade é o excesso de chuva. Para sanar esses problemas, o produtor sugere as cultivares de resistência. A empresa ainda possui alguns materiais que precisam fazer o replantio ou o plantio tardio. Mais informações no telefone 3325 9200. 

Autor: Rogério de Morais

Fonte: Rádio Missioneira


Copyright 2018 ® - Todos os direitos reservados