URI abre perspectiva de criar cadeia produtiva de chia na região

Compartilhe!

Aconteceu nesta semana, no Laboratório de Tecnologia Farmacêutica da URI Santo Ângelo, um Workshop sobre Obtenção de Proteína de Chia em Pó. O curso faz parte do Projeto Processamento e Desenvolvimento Tecnológico de Produtos de Chia na Região das Missões (CIT 55/2015, 1966-16.00/15-8), desenvolvido pela URI Santo Ângelo, com apoio da Giroil Agroindústria de óleos vegetais e da SDECT-Secretaria de desenvolvimento Ciência e Tecnologia/RS.

Segundo o coordenador do Projeto, professor do curso de Farmácia, farmacêutico Romeu Nedel Hilgert, o workshop “apresentou os principais resultados da etapa tecnológica do projeto, como a viabilidade técnica da obtenção do extrato em pó da semente da chia (Salvia hispânica L.), rico em proteínas, utilizando a secagem por aspersão (Spray Dryer).”

O equipamento, com características únicas no RS, permite o desenvolvimento, em escala piloto, de produtos em pó a partir de extratos líquidos de plantas medicinais, alimentos ou produtos químicos. Com este equipamento, a URI é capaz de realizar estudos de otimização de produtos em escala semi-industrial, permitindo a aplicação direta para processos industriais.

O curso contou com a participação de empresários locais da área alimentícia e farmacêutica, bem como de pesquisadores e interessados. Após a apresentação dos resultados, foi realizada demonstração prática da secagem de extratos, quando foi observado o equipamento em funcionamento. Também foi disponibilizada a versão eletrônica do “Guia para Cultivo e Comercialização de Semente de Chia”, acessível neste link.

Neste sentido, abrem-se perspectivas para a cadeia produtiva da Chia na região das Missões, bem como o desenvolvimento de produtos alimentícios, químicos e farmacêuticos, empregando secagem por aspersão, no âmbito do Tecnouri Missões – Parque Científico e Tecnológico da Missões da URI Santo Ângelo.