Um banheiro e dois novos quartos são reformados pelo grupo Amigas do Bem - Rádio MissioneiraRádio Missioneira
55.99986.2313 (55) 3352-4141

PREVISÃO DO TEMPO

São Luiz Gonzaga
28 de novembro de 2018
55.99986.2313 (55) 3352-4141

Um banheiro e dois novos quartos são reformados pelo grupo Amigas do Bem

28 de novembro de 2018 l 08:47
Materia atualizada: 28/11/2018 l 08:47

Quase toda a ala está concluída





Compartilhe!

Um ano após o início do projeto de reforma da ala SUS no Hospital de São Luiz Gonzaga, o local tem uma nova cara. Por meio da Associação Amigas do Bem foram reformados 20 quartos e um banheiro com acessibilidade. A entrega ocorreu no final da tarde de ontem, com a presença dos grupos de padrinhos e madrinhas. Toda a reforma é custeada por meio de doações de pessoas da comunidade.

Nesta semana irá começar a revitalização de mais um banheiro e dos últimos quartos. Conforme a presidente Claudia Juchen, para a ala ficar completa, restará apenas mais um banheiro e o corredor. “Ficará mais bonito e melhor aos pacientes se tudo for reformado. Estamos em busca de mais parceiros”, comentou Cláudia.

A diretora do hospital, Iria Diedrich, agradeceu pelo trabalho do grupo. “Seremos sempre muito gratos. Jamais iríamos conseguir essa reforma sem ajuda”, destacou. Ela informou ao grupo que a situação na casa de saúde é muito complicada. O governo do estado deve mais de R$ 600 mil que estão em atraso, o que dificulta serviços e coloca em risco o pagamento do salário e décimo terceiro do quadro de funcionários.

A associação de amigas já tem planos futuros de continuar o trabalho no hospital. A arquiteta Helina Medeiros confeccionou o projeto de reforma externa da fachada. Segundo a presidente, existe outro em andamento, mas que ainda não pode ser anunciado.

Um ano depois de começar o trabalho, o grupo se tornou uma associação formal, para que possa receber recursos de entidades. É o caso da Sicredi, que destinou valores do fundo social. Cláudia argumentou que existem outras formas de conseguir recursos, como os da Receita Federal. No entanto, é preciso que a prefeitura e vereadores dêem o título de utilidade pública. A presidente está em tratativas com as lideranças para que assinem o documento e assim, as Amigas do Bem fortaleçam o trabalho na comunidade.

Autora: Amanda Lima

Fonte: Rádio Missioneira


Copyright 2018 ® - Todos os direitos reservados