Sobe para 15 o número de pessoas presas em operação contra o tráfico de drogas em São Luiz Gonzaga - Rádio Missioneira - São Luiz Gonzaga - RS
55.99986.2313 (55) 3352-4141

PREVISÃO DO TEMPO

São Luiz Gonzaga
21 de dezembro de 2018
55.99986.2313 (55) 3352-4141

Sobe para 15 o número de pessoas presas em operação contra o tráfico de drogas em São Luiz Gonzaga

Foto: Divulgação/Polícia Civil
21 de dezembro de 2018 l 16:02
Materia atualizada: 21/12/2018 l 16:06

Segundo a delegada Elaine Schons, ainda há três pessoas consideradas foragidas





Compartilhe!

Subiu para 15 o número de presos na operação F.N, de combate ao tráfico de drogas em São Luiz Gonzaga. Mais uma mulher foi presa pela Polícia Civil e Brigada Militar. Ela estava na cidade de Jóia. Segundo a delegada Elaine Schons, ainda há três pessoas consideradas foragidas.  Entre os investigados já presos estão três mulheres. Uma delas é considerada a líder do grupo.

Pela manhã foram realizadas buscas, mas elas não foram encontradas. Os familiares informaram à polícia que não sabem o paradeiro dos foragidos. No total a operação tem como alvo 18 pessoas, sendo 15 prisões preventivas e três temporárias.

Conforme a delegada, o grupo controlava a venda de drogas no chamado “Beco da Duque”. A investigação foi iniciada há meses quando a polícia começou a apurar uma tentativa de homicídio com arma de fogo no bairro. “Percebemos movimentação de traficância e iniciamos a investigação”, relatou.

Devido à organização do esquema, mesmo com tentativas, a polícia não conseguiu apreender grandes volumes de drogas ao longo do ano. “Eles tinham um esquema bem montado”, citou. Foram utilizadas interceptações telefônicas e depoimentos de moradores, que relatavam medo dos criminosos. “Há relatos de moradores intimidados com armas”, contou. O grupo também utilizava crianças para dar avisos prévios de chegada da Brigada Militar ou Polícia Civil. As crianças também eram usadas para entregar drogas com bicicleta. Elaine não relevou os nomes envolvidos, mas destacou que muitos deles já são bastante conhecidos da polícia. 

Conforme Elaine, as ligações comprovavam a vinda de drogas de outras regiões e a ligação com a facção Bala na Cara, de Porto Alegre. Um dos líderes que mesmo preso, mantinha contato com o grupo local, recebeu mais um mandado de prisão. A situação preocupa a delegada. “A investigação apontou que estavam se instalando aqui, assim como fizeram em outras cidades próximas”, explicou.

Autora: Amanda Lima

Fonte: Rádio Missioneira


Copyright 2018 ® - Todos os direitos reservados