Situação da ponte sobre o Rio Piratini segue a mesma, ainda sem solução - Rádio Missioneira - São Luiz Gonzaga - RS
55.99986.2313 (55) 3352-4141

PREVISÃO DO TEMPO

São Luiz Gonzaga
12 de fevereiro de 2019
55.99986.2313 (55) 3352-4141

Situação da ponte sobre o Rio Piratini segue a mesma, ainda sem solução

Placa alerta sobre proibição de tráfego para veículo com mais de 24 toneladas. Foto: divulgação
12 de fevereiro de 2019 l 10:23
Materia atualizada: 12/02/2019 l 14:33




Compartilhe!

Na semana passada, trecho da ERS 168 foi interditado pelo DAER (Departamento Autônomo de Estradas e Rodagem), sendo proibida a passagem de veículos carregados com mais de 24 toneladas. O ato emergencial foi tomado devido às precárias condições observadas nas cabeceiras da ponte sobre o Rio Piratini.

Como esta estrada é muito utilizada como via de acesso ao Porto de Rio Grande, motoristas tiveram que optar por outros acesos, como Cruz Alta, por exemplo. Próximo de fechar uma semana desta interdição, o programa Jornal da Manhã desta terça-feira, 12/02, teve participação de entrevistados que falaram a respeito desta situação.

Um dos entrevistados foi o prefeito de Bossoroca, José Moacir Fabrício Dutra. Segundo Juca, tudo o que se espera é a palavra do setor de engenharia do DAER quanto às medidas a serem tomadas para recuperar as cabeceiras da ponte. Ele citou ainda a condição do trecho da 168 entre Bossoroca e Santiago, problema que se soma a este e dificulta o escoamento da produção.

Outro entrevistado na programação foi o secretário Estadual de Logística e Transportes, Juvir Costella. Com histórico de atuação nas Missões, Costella disse que espera um diagnóstico do DAER ainda para esta terça ou até a próxima quarta-feira. Também questionado sobre as obras de asfaltamento dos trechos Bossoroca/Santiago e São Luiz/Rolador, ele disse que o Estado é sabedor da situação, porém, atualmente não possui os recursos necessários para empreender as obras de forma completa.

Rádio Missioneira


Copyright 2018 ® - Todos os direitos reservados