Secretário de Transportes detalha as obras que serão realizadas nas ERS’s da região

Compartilhe!

Acesso asfáltico a Rolador será concluído neste ano. Obras na ligação de Pirapó serão executadas a partir de 2022

Em entrevista ao programa Jornal da Manhã na Missioneira FM 94.9 nesta quinta-feira (10) o secretário de Logística e Transportes do Rio Grande do Sul, Juvir Costella, trouxe mais detalhes sobre os investimentos que o Governo do Estado deverá realizar em rodovias estaduais da região das Missões através do programa Avançar, lançado ontem pelo governador Eduardo Leite.

Serão investidos R$ 1,3 bilhão até 2022 no setor de logística e transportes em diversos municípios gaúchos. O plano prevê, ainda, recursos de R$ 60,9 milhões na construção de acessos asfálticos à municípios da região missioneira.

Conforme o secretário, os investimentos só foram possíveis de serem destinados graças à normalização dos cofres públicos gaúchos. No programa Avançar, o Estado foi dividido em 9 regiões, para facilitar uma análise mais detalhada dos projetos. O Plano de Obras iniciaria ainda em 2021 pela recuperação das rodovias, depois passará para a construção de acessos asfálticos à municípios e regiões.

O primeiro projeto a ser contemplado é do acesso municipal a Rolador, na ERS 165, até São Luiz Gonzaga. Com 23 quilômetros de extensão, a obra deve ficar pronta ainda em 2021 e contará com investimento de cerca de R$ 7,5 milhões.

Há a previsão de investimento de R$ 16 milhões no acesso municipal a Pirapó, na ERS 550. Essa obra ficará para depois de 2022 e ligará o município com a ERS 561, em Dezesseis de Novembro, passando pela vila de Nova Florida.

“Todas as obras que iniciarem, possuem prazos de finalização e que serão cumpridos. As sinalizações, tanto a pintura como instalação de placas, serão executadas pela própria empresa que construirá o asfalto”, disse o secretário.

Em relação à ERS 176, principal ligação entre Garruchos e a BR 285, Juvir Costella ressaltou que por se tratar de uma estrada extensa, com cerca de 60 quilômetros, o projeto precisa iniciar pela licitação do projeto executivo. Para isso, estão garantidos R$ 1,5 milhão no trecho.

Nas ligações regionais, R$ 13,7 milhões serão investidos no asfaltamento da ERS 165, no trecho entre Rolador e Cerro Largo. A ERS 168, entre Bossoroca e Santiago, uma demanda antiga da região, será restaurada em sua totalidade, garantiu o secretário.

Por fim, em relação à ponte do Rio Piratini, na ERS 168, no trecho entre São Luiz Gonzaga e Bossoroca, o Plano de Obras do Estado não prevê investimentos neste primeiro momento, mas Costella garantiu que a secretaria está atenta à demanda e que planeja elevar a capacidade máxima de 24 toneladas para 45 toneladas.

Rádio Missioneira