São Luiz Gonzaga será sede de delegacia especial para investigar crime organizado - Rádio Missioneira - São Luiz Gonzaga - RS
55.99986.2313 (55) 3352-4141

PREVISÃO DO TEMPO

São Luiz Gonzaga
25 de janeiro de 2019
55.99986.2313 (55) 3352-4141

São Luiz Gonzaga será sede de delegacia especial para investigar crime organizado

Foto: Arquivo/Rádio Missioneira
25 de janeiro de 2019 l 16:10
Materia atualizada: 26/01/2019 l 09:23

A Draco será instalada no mesmo prédio da regional





Compartilhe!

O combate ao crime organizado receberá reforço em São Luiz Gonzaga e região. O município sediará em breve a Delegacia de Repressão as Ações Criminosas Organizadas e Inquéritos Especiais (Draco). A iniciativa já está autorizada pelo governo.

Segundo o delegado regional Afonso Stangherlin, foi solicitado urgência para instalação do serviço na cidade. Ele acredita que até março a delegacia estará em funcionamento.

A Draco será instalada no mesmo prédio da regional para contenção de gastos. O espaço será otimizado, bem como os policiais lotados no local. O delegado Heleno dos Santos, que assumiu em janeiro a delegacia de Porto Xavier, será o coordenador do trabalho.

Conforme Stanghlerlin, uma das metas é o combate a práticas de crime como lavagem de dinheiro, em especial no tráfico de drogas. Ele destaca que as ações serão principalmente contra as facções que se instalam cada vez na região. “Essas facções significam um grande perigo para a sociedade”, analisou.

Em Santo Ângelo, onde Afonso atuou como delegado regional até dezembro, já foi realizado trabalho nesse sentido. Operações policiais seqüestram mais de R$ 5 milhões em dinheiro e bens de criminosos que lavavam dinheiro. “Vamos trazer essa experiência para São Luiz Gonzaga”, relatou. O delegado elogiou o trabalho realizado por Marcus Viafore, que em sua visão é um dos melhores profissionais nessa área. Viafore também foi delegado em Cerro Largo e hoje atua na Delegacia de Polícia de Repressão ao Crime de Lavagem de Dinheiro (DRLD) em Porto Alegre.

Em São Luiz Gonzaga operações já visam esse enfrentamento direto no bolso dos criminosos. A Conexão, que investigou uma rede de traficantes, teve apreensão de vários veículos. Uma mulher acusada de lavar R$ 1,3 milhões do tráfico da cidade foi presa em Viamão no final de dezembro.

Autora: Amanda Lima

Fonte: Rádio Missioneira


Copyright 2018 ® - Todos os direitos reservados