São Luiz Gonzaga presente na reunião do GGI-F, em Sant’Ana do Livramento

No dia 19 de março, o prefeito Junaro Figueiredo, juntamente com o coordenador-executivo do Gabinete de Gestão Integrada Municipal (GGI-M), Edison Ricardo Engers Lisbôa, estiveram participando da reunião ordinária do Gabinete de Gestão Integrada de Fronteira do Estado do Rio Grande do Sul (GGI-F) ocorrida no município de Sant’ana do Livramento, junto à sede do 2º Regimento de Polícia Montada.

Sob a coordenação do delegado de polícia Carlos Roberto Sant’ana, coordenador-executivo do GGI-F, o encontro contou com diversos assuntos em pauta, dentre eles, o Plano Estadual de Segurança Cidadã para a Fronteira do Rio Grande do Sul e o projeto “Drogas – Articulando Redes”, o qual teve grande debate quanto à criação de um projeto de prevenção transversal, o qual será coordenado pelo GGI-F. Na ocasião, também foi apresentada a Portaria da SENASP/MJ, a qual orienta para a formação de Gabinetes de Gestão Integrada, o que não difere em nada do que já é feito pelo GGI-M de são Luiz Gonzaga.

ABIGEATO – O assunto mais debatido na reunião foi sobre as ações do Comitê do Abigeato a Abate Irregular de Animais, que está sendo desenvolvido na região da campanha, mais especificamente no município de Bagé, e que serão ampliadas para toda fronteira oeste. Sobre este tema o coordenador-executivo do GGI-M, Edison Ricardo Lisboa, solicitou que as ações sejam desenvolvidas em todos os municípios com índices elevados de abigeato.

CÂMERAS – O delegado Sant’ana informou aos presentes que as câmeras oriundas da Portaria 38 do MJ e que contempla o município de São Luiz Gonzaga estão em fase de referencial técnico, para posterior licitação.

LEI DE VIDEOMONITORAMENTO – Ao final da reunião, Lisbôa apresentou as ações do GGI-M de São Luiz Gonzaga, oportunidade em que lei da obrigatoriedade de videomonitoramento nas agências bancárias, lotéricas e entidades financeiras foi elogiada por todos os participantes. Além disso, os municípios presentes na reunião solicitaram cópia da referida legislação são-luizense para futura implantação em suas sedes.