São Luiz Gonzaga perde Marta Farias Batista, presidente do Lar Escola por 10 anos

Compartilhe!

Faleceu aos 72 anos na terça-feira passada (16), em Porto Alegre, onde atualmente residia, a professora aposentada Marta Farias Batista. Ela deixa o esposo José Batista e a filha Ana Cláudia.

O casal havia transferido residência para Porto Alegre, tendo em vista a necessidade de José Batista manter tratamento da saúde com acompanhamento médico especializado.

Em telefonema ao Lar Escola, a filha, Ana Cláudia, informou como aconteceu o falecimento de sua mãe. Contou dia 12 seus pais decidiram fazer o teste de covid-19, especialmente porque José Batista sentia algum desconforto. O resultado foi negativo para ambos. Na quarta-feira (17) Marta estava ofegante e Ana Cláudia a levou para o Hospital Ernesto Dorneles, que não pôde recebe-la pela falta de leitos. No translado ao Hospital Porto Alegre, Marta acabou falecendo. Segundo a filha, o médico que confirmou a sua morte disse que certamente ela morreu de covid-19.

O sepultamento ocorreu no Cemitério São Miguel e Almas. Marta Farias Batista é natural de São Luiz Gonzaga, onde fez carreira no magistério. Com a aposentadoria, decidiu dedicar-se a uma obra social, motivada pelo seu espírito cristão, como revelou ao jornal A Notícia, permanecendo 10 anos na presidência do Lar Escola Nossa Senhora Conquistadora, de São Luiz Gonzaga, de 2009 a 2019, onde tornou-se conhecida regionalmente pelo trabalho desenvolvido.

Fonte: Jornal A Notícia