São Luiz Gonzaga adota medidas restritivas para conter o avanço da covid-19

Compartilhe!

Somente comércio essencial abrirá as portas das 20h de hoje até segunda-feira (17). Aulas presencias estão suspensas em todas as escolas

Em reunião realizada nesta sexta-feira (14) entre o Comitê Técnico de Enfrentamento à covid-19 em São Luiz Gonzaga e o Executivo Municipal, ficou decidido que somente o comércio essencial abrirá as portas durante o fim de semana em São Luiz Gonzaga. Também participaram do encontro integrantes da Brigada Militar, Polícia Civil, Associação Comercial e Industrial, Sindilojas, Hospital São Luiz Gonzaga e Secretaria Municipal de Saúde.

Conforme o prefeito Sidney Brondani, um decreto deverá ser publicado ainda hoje pela Prefeitura Municipal. Apenas serviços essenciais, como supermercados, farmácias e postos de combustíveis estarão realizando atendimentos presenciais. A medida vale das 20h desta sexta-feira (14) até as 5h de segunda-feira (17).

Segundo o prefeito, todas as escolas estarão com as aulas presenciais suspensas a partir de segunda-feira até o dia 31. Conforme Brondani, as restrições ocorrem para tentar conter o avanço descontrolado de novos casos de covid-19 no município e uma iminente nova superlotação do Hospital São Luiz Gonzaga.

Em entrevista ao programa Jornal da Manhã na Missioneira FM 94.9 o prefeito Sidney ressaltou que a superlotação dos hospitais de Santo Ângelo, Santa Rosa e Ijuí é um indicativo da gravidade da situação e que as medidas restritivas no munícipio servem para evitar que a casa de saúde local, com muito menos recursos que os hospitais das três cidades, entre em colapso.

Conforme o prefeito, a presença da nova variante P1 em São Luiz Gonzaga e em toda a região parece ser iminente. “Enquanto aumentam os casos, as hospitalizações também tendem a crescer, assim como os óbitos, por isso a importância de se adotar novas medidas”, considera o prefeito.

Em breve, a Rádio Missioneira publicará o decreto na íntegra.

Rádio Missioneira