logo-nova

Rádio Online

Clique e confira

(55) 3352-4141

Fale conosco!

Rua Júlio de Castilhos 2236, Centro, São Luiz Gonzaga, RS

Romaria em São Pedro do Butiá mobiliza fiéis

Compartilhe!

Em um exemplo de organização social e comunitária, um expressivo número de voluntários e entidades de São Pedro do Butiá realizaram a 7ª Romaria a São Pedro, festividade que homenageou o padroeiro do município e do Rio Grande do Sul. O evento aconteceu no último domingo (30), junto ao Centro Germânico.

A ação está inserida em um contexto de promoção do turismo religioso nas Missões, já que o município possui um monumento a São Pedro, de 30 metros de altura, com três ambientes temáticos internos. Inicialmente o público se concentrou em frente à Igreja da Matriz, de onde partiu a romaria dos fiéis, acompanhados da imagem de São Pedro no barco, envolto pela bandeira do RS, em manifestação de apoio e solidariedade aos atingidos pelas enchentes no estado.

Acompanhou a procissão, a faixa “São Pedro do Butiá abraçando o município de Cruzeiro do Sul”, uma vez que o município das Missões tem realizado diversas ações de apoio aos atingidos pelas enchentes naquela localidade do Vale do Taquari. Inserido nesta campanha solidária, 30% do valor arrecadado nas festividades do domingo foi revertido em prol dos atingidos pelas enchentes em Cruzeiro do Sul.

A ação também faz jus ao tema e ao lema da romaria: “Que neste ano possamos ter um coração generoso e solidário em ajudar nas atividades de caridade. Não cansemos de ser generosos para com a Igreja de Cristo! Que vivamos como as primeiras comunidades, no amor-mútuo e na caridade”.

Ainda em alusão a São Pedro, que foi pescador, ao meio-dia o cardápio foi à base de peixes, além de outros lanches. Foram servidos mais de 130 quilos de filé de tilápia, preparados pelo Grupo do Peixe assistido pela Emater/RS-Ascar e por pessoas da comunidade, além da tradicional cuca preparada por um grupo organizado de mulheres. A confraternização seguiu à tarde, com a animação da Orquestra La Montanara, de Poço das Antas.

Como o Dia do Padroeiro é o dia de “Kerb”, os organizadores fizeram um resgate da cultura germânica a fim de reviver essa tradição. Durante a tarde foi servido aos presentes uma farta mesa, com mais de 110 quilos de bolachas e dezenas de cucas, elaborados pelos grupos de mulheres assistidos pela Emater/RS-Ascar, acompanhadas de café.

“Essa ação comunitária remete à época em que se comemorava os Kerb, principal data de visitas e confraternização entre as famílias do meio rural, onde eram compartilhadas vastas mesas de alimentos, festejando a colheita e o fortalecimento dos laços entre os descendentes de alemães”, explica a extensionista da Emater/RS-Ascar Marlene Jacinta Anschau.

Fonte: Assessoria de Imprensa da Emater/RS-Ascar 

IMPORTANTE: Não autorizamos a reprodução de conteúdo em outros sites, portais ou em mídia impressa, salvo sob autorização expressa.