Ricardo Comasseto é destaque no cenário da música nativista - Rádio Missioneira - São Luiz Gonzaga - RS
55.99986.2313 (55) 3352-4141

PREVISÃO DO TEMPO

São Luiz Gonzaga
14 de janeiro de 2019
55.99986.2313 (55) 3352-4141

Ricardo Comasseto é destaque no cenário da música nativista

Comasseto concedeu entrevista à Rádio Missioneira e falou sobre sua carreira (Foto: Rogerio Morais)
14 de janeiro de 2019 l 09:12
Materia atualizada: 14/01/2019 l 09:12

Acordeonista são-luizense é cada vez mais reconhecido como um dos principais músicos do meio. Em entrevista ele destaca sua trajetória, o trabalho, as parcerias e os planos para 2019





Compartilhe!

Talento São-luizense, o acordeonista Ricardo Comasseto esteve na cidade natal e concedeu entrevista ao programa Cidade Alerta da Rádio Missioneira. Grumatã como é conhecido é músico, instrumentista e arranjador. Atualmente está residindo em Pelotas.

Começou a sua carreira profissional aos 17 anos e tem participação ativa nos festivais de músicas nativistas conquistando prêmios de melhor instrumentista em muitos deles. No ano de 2017 lançou o disco “Genuíno”, o CD reúne temas que influenciaram a carreira do músico e dois temas de sua autoria.

Em entrevista Ricardo afirmou que falar da sua trajetória é sempre um prazer, pois o ano de 2018 foi especial e ele colheu frutos do trabalho Genuino. Recordou que o disco rendeu um prêmio já no final do ano de lançamento através de uma votação popular no portal G1 de Giovani Grizotti, o repórter Farroupilha. Na premiação “Melhores do Ano da Música Gaúcha”, conquistou o título de Melhor Gaiteiro.

Ao descrever o seu trabalho, afirmou que fez o seu primeiro CD levando em consideração o que viveu em São Luiz Gonzaga: “Quis homenagear as pessoas importantes na minha caminhada musical, Adalberto Machado, Luiz Carlos Borges e Reduzino Malaquias”, disse Comasseto o destacar que Reduzino é uma das suas principais influências.

“Considero Malaquias, Dedé Cunha, Gilberto Monteiro e Tio Bilia como pilares e recomendo aos que desejam trilhar caminho no universo do acordeon que procurem conhecer a obra destes gaiteiros”, afirmou o músico.

Comasseto registrou também outros parceiros como o santo-antoniense Rafael Machado e o também são-luizense Glauco Vieira além de André Texeira cantor e guitarreiro de São Gabriel, com o qual compôs a milonga o Silêncio e a Campereada, vencedora do Festival Sapecada da Canção nativa de Lajes na edição de 2017.

Dentre os fatos marcantes de 2018 o compositor destaca o convite do músico acordeonista Renato Borghetti que mantém o projeto Fábrica de Gaiteiros, desempenhará em Pelotas. O projeto proporciona que gaitas sejam doadas para quem não tem condições e que estes recebam aulas também gratuitas. O inicio destas atividades na Fábrica de gaiteiros deverá ocorrer em março.

É previsto ainda, para este ano,  uma produção em parceria com Gabriel Selvage virtuoso violonista, os músicos irão revisitar a obra de Gilberto Monteiro e Lucio Yanel .

Por Rogerio Morais

Fonte: Rádio Missioneira


Copyright 2018 ® - Todos os direitos reservados