Reivindicações da região são levadas a representantes do novo governo em Porto Alegre - Rádio Missioneira - São Luiz Gonzaga - RS
55.99986.2313 (55) 3352-4141

PREVISÃO DO TEMPO

São Luiz Gonzaga
10 de janeiro de 2019
55.99986.2313 (55) 3352-4141

Reivindicações da região são levadas a representantes do novo governo em Porto Alegre

Foto: Divulgação
10 de janeiro de 2019 l 15:43
Materia atualizada: 10/01/2019 l 15:43




Compartilhe!

O prefeito de Bossoroca, José Moacir Fabrício Dutra, está em Porto Alegre nesta semana, no cumprimento de agendas no governo. Ontem, ele visitou a secretaria do turismo e a de infraestrutura, onde apresentou demandas da comunidade local e regional.

Em entrevista ao programa Jornal da Manhã, ele avaliou os encontros na capital. Na área do turismo, pediu ao secretário que libere recursos de demarcação turística. O valor foi aprovado na consulta popular. Ele também apresentou ao titular da pasta reivindicações do consórcio Caminho das Origens.

Com o secretário Juvir Costela, junto com o Paulo Peixoto, presidente da AMM, pediu novamente atenção para a ERS 168, entre Santiago e Bossoroca.  Conforme Juca, ter uma estrada em condições é essencial para a comunidade regional e para o turismo, área em que o município tem se dedicado.

Além dos buracos da estrada, a chuva causou problemas na ponte do Icamaquã. Um buraco abriu no meio da estrutura, o que causou apreensão por quem passou pelo local. Juca contatou o Daer, que resolveu a questão temporariamente. Hoje o prefeito irá na secretaria de meio ambiente, para pedir andamento na outorga de água do assentamento São João.

A entrevista, Dutra foi cobrado novamente pela situação das estradas vicinais de Bossoroca. Ele alegou que a chuva dos últimos dias atrapalham as equipes de trabalho. Juca citou o caso de um caminhão da prefeitura que atolou e foi puxado por uma retroescavadeira.

Segundo José, quando o tempo melhorar as obras terão sequência. No entanto, ele informou que a área de extensão do município é muito grande e que os recursos são escassos. O prefeito afirmou que a comunidade precisa saber do déficit nas contas, que chega a R$ 335 mil neste ano. Se o valor for sanado até julho, o gestor estima que em agosto poderão ser refeitas as estradas.

Fonte: Rádio Missioneira


Copyright 2018 ® - Todos os direitos reservados