logo-nova

Rádio Online

Clique e confira

(55) 3352-4141

Fale conosco!

Rua Júlio de Castilhos 2236, Centro, São Luiz Gonzaga, RS

Projeto visa prevenir alagamentos em 180 hectares da cidade de Santo Ângelo

Compartilhe!

Estudo para construção de nova rede de drenagem pluvial deve aplacar alagamentos no Bairro Harmonia e comunidades adjacentes

O Plano de Prevenção a Alagamentos de Santo Ângelo ganhou um novo capítulo na tarde desta quinta-feira, 25, quando o prefeito Jacques Barbosa assinou o contrato com empresa para elaboração do projeto executivo de construção de rede de drenagem pluvial com abrangência em área estimada de 180 hectares na zona oeste da cidade.

A nova rede irá controlar e gerenciar águas pluviais como prevenção para inundações, alagamentos e deslizamentos em área que abrange o Bairro Harmonia, Jari, Sepé, Menges, Emília e outras comunidades próximas. “Estamos preparando Santo Ângelo para uma nova realidade, diante da previsão de fenômenos climáticos cada vez mais severos, como o excesso de chuvas, evitando situações que coloquem em risco a vida e o patrimônio do cidadão”, disse o prefeito no ato de assinatura do contrato.

A assinatura foi realizada no gabinete do Executivo, com a presença do engenheiro Roberto Mattos dos Santos, representante da empresa Conde Consultoria de Engenharia; do secretário de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano, Francisco Medeiros da Silva e do diretor da pasta, Antônio Cardoso.

O investimento do município é de R$ 47 mil para a elaboração do projeto técnico e a empresa tem 60 dias para a conclusão do estudo técnico. Jacques pediu que o projeto seja elaborado no prazo para que o município possa garantir a obra neste ano.

Segundo o secretário Medeiros, o projeto técnico deve constar o trecho da canalização, a capacidade de vazão, a instalação de bocas de lobo e bacia para a retenção das águas das chuvas.

Roberto adiantou que deve iniciar na próxima segunda-feira, os trabalhos de inspeção de campo e o levantamento topográfico para a projeção do traçado da nova rede de escoamento pluvial. Conforme o engenheiro, embora a área de abrangência da rede coletora seja extensa, a canalização deve ter cerca de um quilômetro de extensão.

 

Foto: Arquivo/Prefeitura

Texto: Tarso Weber | Assessoria de Imprensa da Prefeitura 

IMPORTANTE: Não autorizamos a reprodução de conteúdo em outros sites, portais ou em mídia impressa, salvo sob autorização expressa.