Projeto de Lei de Pedro Westphalen visa instituir o “Mês de Conscientização da Comunicação Alternativa”

Compartilhe!

No mundo todo, a Comunicação Alternativa tem se tornado o método de maior eficácia para a inclusão de indivíduos com deficiências relacionadas à comunicação oral. Com frequência, indivíduos com transtornos neurológicos diversos, como o autismo, ou com síndromes como a paralisia cerebral, são deixados à margem da sociedade devido as suas dificuldades de comunicação.

Atento as dificuldades enfrentadas por essas pessoas na pandemia, o deputado Pedro Westphalen protocolou na segunda-feira um Projeto de Lei de Comunicação Alternativa. O objetivo é possibilitar que essas pessoas tenham uma interação com a sociedade em geral.

A proposta do projeto é instituir o Mês de Conscientização da Comunicação Alternativa, a ser celebrado em outubro. Com isso, seriam incentivadas palestras, atividades e campanhas de mídia com objetivo de promover a inclusão social de pessoas sem fala e escrita funcional, ou com prejuízos em sua comunicação ou capacidade de falar ou escrever.

Rádio Missioneira