Programa beneficia agricultores e famílias em vulnerabilidade em Rolador

Compartilhe!
Recurso do Governo Federal permite que alimentos orgânicos sejam adquiridos de pequenos agricultores e destinados para famílias do município

Um importante passo para a comercialização de alimentos da agricultura familiar foi dado na terça-feira (30) com o início da operacionalização do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), em sua modalidade de doação simultânea, no município de Rolador. Com isso, alimentos foram adquiridos de agricultores locais, com recursos dos Governos Federal, em parceria com a Secretaria Estadual de Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (Seapdr), e doados a famílias em situação de vulnerabilidade do município.

A possibilidade de beneficiar agricultores, com a oportunidade de comercializar alimentos, e ajudar as famílias que estão precisando de alimentos, contou com o envolvimento de diversos parceiros. Em um primeiro momento, a Emater/RS-Ascar realizou a mobilização dos agricultores, elaboração do projeto e, posteriormente, organizou as cestas. Já a Cooperativa Cooparte, de São Luiz Gonzaga, auxiliou no transporte dos produtos. A Administração Municipal, por sua vez, mobilizou as famílias em vulnerabilidade social para a retirada e entrega das cestas.

O extensionista da Emater/RS-Ascar, Dante Trindade de Ávila, destaca que a primeira entrega permitiu que 15 famílias tivessem acesso a uma situação de segurança alimentar, com o acesso a alimentos frescos e diversificados, como frutas e legumes, sendo que cada cesta entregue possuía 14 produtos da agricultura familiar. A entrega foi acompanhada pelo prefeito, João Alberto Aquino Gomes, vice-prefeita, Loiara Ramos dos Santos, e coordenadora do Cras, Marluse Comparsi Ramos.

O próximo passo é a ampliação do Programa, sendo que para os meses de abril e maio, cerca de 60 famílias que se encontram em algum tipo de vulnerabilidade social no município do Rolador, receberão quinzenalmente alimentos do PAA. Por outro lado, famílias de agricultores locais terão mais uma oportunidade de comercialização destes alimentos, tornando-se fornecedores do Poder Público, que realiza posteriormente a doação.

Fonte: Assessoria de Imprensa da Emater/RS-Ascar – Regional Santa Rosa | Deise A. Froelich