Presidente da Coopatrigo foi um dos protagonistas no lançamento da SmartCoop

Compartilhe!

O presidente da Coopatrigo Paulo Pires, que também é o presidente da Fecoagro/RS, esteve protagonizando nesta terça-feira (20) em transmissão ao vivo pelo Canal Rural, juntamente com outras lideranças do cooperativismo, um evento que pretende colocar as cooperativas agropecuárias do Rio Grande do Sul e, consequentemente, os seus associados, em um ambiente de inovação e inserção tecnológica.

Na oportunidade, foi lançada oficialmente o SmartCoop, que é uma ferramenta gerencial, rápida e descomplicada a qual está centrada na ideia de trazer ao agronegócio o conceito difundido mundialmente por empresas como Uber e Amazon, garantindo a conexão do produtor rural ao sensoriamento remoto por satélite, as melhores plataformas de clima e ao sistema de assistência técnica das cooperativas, tudo de forma online.

Em uma de suas manifestações durante o lançamento do Smartcoop, Paulo Pires disse que este está sendo um marco para o cooperativismo agropecuário do Rio Grande do Sul, pois dois pontos estão sendo fundamentais que são a intecooperação, que é uma prática das cooperativas e faz parte dos princípios do cooperativismo, e o outro é a inovação que é uma necessidade para enfrentar os desafios que são impostos a todas atividades.

A SmartCoop integra, em uma mesma plataforma, centenas de dados que alimentam e orientam todos os processos de gestão de uma propriedade rural, do apoio comercial à assistência técnica. Ao aderir, o produtor passa a receber, em tempo real, atualizações de dados que alimentam um grande banco de inteligência artificial em que decisões essenciais são tomadas de modo a otimizar a competitividade da produção primária.

Por exemplo, uma previsão meteorológica de chuva, processada no sistema, pode acionar ou travar uma aplicação de defensivo, aumentando a efetividade da aplicação dos recursos. Por outro lado, um diagnóstico por imagem da produtividade da soja via satélite em determinado talhão pode ajudar o produtor a manejar seu solo. Agilidade que pode significar ganhos reais para o produtor, uma vez que, de posse dos dados, pode melhorar sua rentabilidade.

Além de Paulo Pires, como presidente da Fecoagro, também participaram deste lançamento o presidente da OCB Márcio Freitas, o presidente da Cotrijal, Nei Mânica, o presidente da CCGL, Caio Viana e o Superintendente da CCGL e coordenador do projeto Smartcoop, Guilhermo Dawson Jr.

A Smartcoop está disponível para associados das 30 cooperativas integrantes do projeto. São elas: Languiru, Santa Clara, CAAL, Cotrisul, Camnpal, Camal, Piá, Coagrijal, Coomat, Cotricampo, Cotrisel, Cotrijuc, Cooperoque, Cotrirosa, Coopermil, Coopatrigo, CCGL, Agropan, Cotribá, Cotrijal, Cotriel, Coagrisol, Cotripal, Cotrisoja, Cotrifred, Coagril, Cotrisal, Coopibi, Cotapel e Coasa.

Foto | Divulgação

 

Fonte: Roberto Marques | Assessor de Imprensa da Coopatrigo