Posse de nova reitoria da Uergs é marcada pelo comprometimento com a educação pública como direito - Rádio Missioneira - São Luiz Gonzaga - RS
55.99986.2313 (55) 3352-4141

PREVISÃO DO TEMPO

São Luiz Gonzaga
6 de novembro de 2018
55.99986.2313 (55) 3352-4141

Posse de nova reitoria da Uergs é marcada pelo comprometimento com a educação pública como direito

Fotos: Divulgação/Assessoria de Imprensa Uergs
6 de novembro de 2018 l 16:18
Materia atualizada: 06/11/2018 l 17:23

Ela deixou o cargo após quatro anos à frente da universidade pública





Compartilhe!
  • 5
    Shares

A professora doutora Arisa Araújo da Luz passou o cargo de reitora da Universidade Estadual do Rio Grande do Sul. A solenidade ocorreu ontem (05), em Porto Alegre. Uma comitiva de autoridades de São Luiz Gonzaga e parte da comunidade acadêmica participaram do evento. O professor Leonardo Beroldt e Sandra Lemos assumiram a reitoria da Uergs para a gestão 2018/2022.

Em seu último pronunciamento como reitora, Arisa agradeceu a todos que fizeram parte da gestão ao longo dos seus quatro anos de mandato e citou as marcas deixadas neste período: a aprovação de cinco mestrados e a realização de importantes eventos para a comunidade universitária. Arisa também lembrou de conquistas como novas vagas para funcionários, docentes, a manutenção do orçamento sem cortes e o aumento do valor das bolsas acadêmicas.

Fotos: Divulgação/Uergs

“Fizemos parcerias, atuamos em conjunto com instituições de ensino superior, públicas e comunitárias, realizamos cursos corporativos, e estar aqui hoje, no momento mais importante da Uergs, a posse da terceira reitoria eleita, exatamente no Auditório do TCE, é a maior prova do caminhar junto a que nos propomos”, salientou.

A vice-reitora apresentou as principais propostas da gestão 2018/2022, que se baseiam em seis eixos fundamentais: administrativo e financeiro; de infraestrutura acadêmico-administrativa; de gestão de pessoas; pedagógico (englobando Ensino, Pesquisa e Extensão); de políticas de apoio estudantil; e de institucionalização da Universidade.

“Me comprometo com uma gestão universitária responsável e efetiva, que possibilite a oferta de um ensino superior público e de qualidade, com atuações relevantes no ensino, pesquisa e extensão, na graduação e na pós-graduação”, ressaltou. “O objetivo é o desenvolvimento do nosso estado, balizados pelos preceitos da ética, da equidade e da solidariedade, perseguindo a busca pela excelência acadêmica e de gestão nos próximos quatro anos”, ressaltou Sandra.

O reitor Leonardo Beroldt lembrou importantes momentos da trajetória da Uergs e mencionou as conquistas da Universidade ao longo dos seus 17 anos. Entre os desafios que terá daqui para frente, citou a conquista da autonomia universitária, assegurada pela Constituição de 1988, e parafraseou o professor Darcy Ribeiro quando disse que “se os governantes não construírem escolas, em 20 anos faltará presídios”.

“Hoje, com pesar, assistimos sua profecia se consumar. O mesmo Estado que possui capacidade e iniciativa para estabelecer as parcerias público-privadas para a construção de presídios deve ter também a mesma disposição para assegurar estruturas adequadas à sua rede de escolas e à sua Universidade Estadual”, ressaltou.

Beroldt foi ovacionado pelo público ao falar mais uma vez da Constituição, que neste ano celebra seus 30 anos, e determina que a educação é um direito de todos e deve ser garantida pelo Estado. “Não se pode preparar um indivíduo para o exercício da cidadania sem a devida liberdade de pensamento. Qualquer tentativa de cerceamento da liberdade de pensamento no âmbito das escolas e das universidades colide com esta prerrogativa constitucional”, ressaltou.

Por fim, o reitor aproveitou a oportunidade para parabenizar o governador eleito Eduardo Leite e desejar que a equipe de governo realize uma administração voltada para as necessidades da sociedade gaúcha, que promova a justiça social e a equidade.

A solenidade foi transmitida ao vivo para todas as Unidades da Uergs e contou com apresentações musicais dos professores Cristina Bertoni (teclado, voz e sax soprano) e Eduardo Pacheco (percussão, pandeiro e conga), e do estudante Gabriel Guedes (violão), todos do curso de Licenciatura em Música da Uergs em Montenegro. Os hinos brasileiro e do Rio Grande do Sul foram executados em acordeão pelo professor Júlio Pereira. 

Fonte: Assessoria de Imprensa Uergs

           


Copyright 2018 ® - Todos os direitos reservados