Polícia segue buscas a sequestradores de adolescente em Campina das Missões

O adolescente de 15 anos foi ouvido pela Polícia Civil, mas não soube fornecer muitas informações, já que permaneceu vendado enquanto estava em poder do trio. O delegado Marcelo Lech fala que o menino estava abalado, apesar de não ter sofrido nenhum tipo de violência.

Antes de liberá-lo, os sequestradores chegaram a ligar para sua família e solicitar o pagamento de R$ 300 mil como resgate. Conforme o delegado, eles informaram que, caso o valor não fosse pago até sexta-feira, iriam matar o jovem.

O trio, no entanto, decidiu liberar a vítima. Um dos motivos seria o fato de a polícia estar fazendo cerco na região. O adolescente foi solto ontem à noite em uma estrada de chão batido no trevo de acesso a São Paulo das Missões. Ele pediu ajuda em uma residência e acionou a Brigada Militar.

O delegado irá seguir na investigação, a fim de buscar a identificação de suspeitos do crime. Ele fala que não foi possível realizar a perícia no GM Agile da família, usado na fuga, pois o veículo estava muito danificado, já que foi incendiado. O carro foi encontrado na tarde de ontem em Porto Lucena.

O sequestro ocorreu na noite de domingo, quando estavammão e filho em uma propriedade rural no interior de Campina das Missões. Três homens encapuzados e armados renderam os dois, roubaram duas armas da família e fugiram no carro, levando o jovem.