Polícia realiza nova prisão relacionada à milícia armada que atuava em cidades da região

A Polícia Civil realizou operação no início da manhã desta quarta-feira (25) em Dezesseis de Novembro, onde efetuou uma prisão. Também foram apreendidas três armas de fogo e uma pistola de pressão. O caso é relacionado com ocorrências realizadas pouco antes das eleições, quando Polícia Civil e Brigada Militar atuaram para coibir ações de milícia armada privada.

Entrevistado pela reportagem da Rádio Missioneira, o delegado José Renato disse que, após as primeiras prisões, representadas pelo Ministério Público, as investigações tiveram sequência, via delegacia de Dezesseis de Novembro. No total, já foram presas cinco pessoas, sendo que um quinto segue foragido.

Intimidações e tentativa de homicídio

Conforme o delegado, o grupo, agora desfeito, se organizava via Whatsapp, nomeado “Equipe Tática”, com o intuito de monitorar e intimidar candidatos a cargos públicos, inclusive com emboscadas nas estradas, com utilização de “miguelitos” para perfurar pneus de carros. Também há registro de tentativa de homicídio contra um homem que estava em um carro com mulher e duas crianças, uma de cinco meses e outra de cinco anos – foram efetuados cinco tiros contra esse veículo.

Conforme José Renato essas ações, evidentemente, foram incentivadas pelo momento político, ocasião onde criminosos se aproveitaram da situação para praticar atos ilícitos e que colocaram em risco a vida de várias pessoas. Desse modo, os órgãos de segurança pública estão procedendo com a devida resposta a esses atos.

Rádio Missioneira