Polícia Civil identifica envolvidos em homicídio de Porto Xavier

Compartilhe!

Homens possuem 23 e 17 anos. Fato ocorreu no último domingo (29), após o término de uma festa clandestina

A Polícia Civil, por intermédio da Delegacia de Polícia de Porto Xavier, formalizou a prisão preventiva de um homem de 23 anos, bem como a apreensão provisória de um menor, de 17 anos, pela prática de homicídio qualificado consumado, tendo como vítima Mauro Cristiano Rodrigues, de 30 anos.

O fato ocorreu por volta das 6h do último domingo (29), na localidade de Pedra Lisa, zona rural de Porto Xavier. Ambos os investigados são irmãos e naturais da cidade de Porto Lucena, assim como a vítima.

Após trabalho preliminar de investigação, ainda no domingo, conduzido pela equipe volante da 27ª Delegacia de Polícia Regional do Interior, coordenados pelo Delegado Heleno dos Santos, autoridade policial plantonista, houve a reunião de elementos de informação que apontaram para a autoria do crime de homicídio qualificado consumado, o que ensejou representação pela prisão preventiva e internação provisória do menor, o que foi acolhido pela Justiça.

O fato ocorreu ao término de uma festa clandestina, que reuniu cerca de cem pessoas, que se deu numa chácara abandonada, na área rural do município. Após um desentendimento, Mauro foi atingido por golpes de faca na região do abdômen. Ele foi socorrido, mas não resistiu aos ferimentos.

Na manhã de hoje, 1º, os irmãos se apresentaram à Polícia Civil, acompanhados de advogado.  Após receberem voz de prisão e apreensão, foram ouvidos no setor de investigações da Delegacia de Polícia de Porto Xavier pelo delegado de polícia Anderson Pettenon, que preside os trabalhos de investigação. O maior de idade foi encaminhado ao sistema prisional onde permanece à disposição da justiça. Quanto ao menor, face à sua condição, foi encaminhado à Fase.

O inquérito policial será encaminhado ao Poder Judiciário no prazo legal de dez dias. São aguardadas conclusões de perícias para o término das investigações.

Fonte: Comunicação da 27ª DPRI