Pirapó adota medidas restritivas para frear avanço da covid-19

Compartilhe!

Durante uma semana, somente comércio essencial abrirá as portas. Cidade vive apreensão com avanço da doença

O município de Pirapó passa a adotar a partir desta sexta-feira (16) medidas drásticas para tentar conter o avanço da covid-19. Em entrevista ao programa Cidade Alerta na Missioneira FM 94.9, o prefeito Auri Kochhann informou que o município seguirá, até a próxima sexta-feira (23), as regras do Decreto Municipal emitido após reunião entre a Administração Municipal e órgãos de saúde.

Segundo o prefeito, Pirapó enfrenta o pior momento da pandemia. A cidade possui um dos maiores índices de mortalidade, proporcional à população, da região missioneira. O município de 2.500 habitantes já contabiliza 10 óbitos pela covid-19. Atualmente, 8 moradores também se encontram internados em hospitais gaúchos. Outras 25 pessoas estão em isolamento domiciliar. Desde o início da pandemia, Pirapó já contabiliza 185 casos confirmados e 143 recuperados. Outro número surpreendente, conforme dados disponibilizados pela Secretaria de Saúde, é que 1.024 testes já foram aplicados na cidade. Até o momento, mais de 600 pessoas foram imunizadas contra a covid-19.

Conforme Auri, durante uma semana, somente o comércio essencial funcionará no município. Mercados deverão atender permitindo somente a entrada de uma pessoa por família e no máximo três pessoas no total. O mesmo se aplica a farmácia. Os demais estabelecimentos só poderão atender pelo sistema de tele-entrega.

A Prefeitura de Pirapó estará, neste período, fechada para atendimento presencial. O trabalho ocorrerá somente de forma de expediente interno. Somente o Setor de Blocos, em função da safra de soja, estará com atendimento normal.

“Jamais pensávamos que nossa cidade teria que adotar medidas como essa. Chegamos em uma situação complicada” desabafou Auri.

O prefeito finaliza pedindo que a comunidade pirapoense colabore no cumprimento das regras, para frear a doença. “Não queremos mais ver diariamente ambulâncias levando pacientes do nosso município contaminados com a doença para internação”, alertou Auri.

Rádio Missioneira