Pessoas obesas e diabéticas podem receber a vacina da Pfizer em São Luiz Gonzaga

Compartilhe!

Grupo não precisa ser cadastrado no Benefício de Prestação Continuada

A enfermeira chefe do Centro de Saúde de São Luiz Gonzaga, Agueda Balbé, em entrevista ao programa Jornal da Manhã na Missioneira FM 94.9 nesta segunda-feira (24) esclareceu que pessoas com diabetes, sequelas de AVCs, deficiências auditivas e com obesidade que possuem Índice de Massa Corporal acima de 40 se enquadram no grupo que será imunizado com a vacina da Pfizer em São Luiz Gonzaga.

Segundo Agueda, serão 402 doses destinadas a imunização de pessoas com 18 anos ou mais que possuem comorbidades, mesmo não estando cadastradas no Benefício de Prestação Continuada (BPC). Também podem realizar a vacina, pessoas de grupos prioritários que ainda não receberam nenhuma dose do imunizante contra a covid-19.

A enfermeira chefe salientou que a vacina da Pfizer, após descongelada, pode permanecer cinco dias em temperaturas de 2ºC a 8ºC, por isso, a Secretaria Municipal de Saúde irá realizar um cadastro prévio para a imunização e aplicar as doses até sexta-feira (28). A partir desta segunda-feira, o público-alvo deverá ir até a unidade de saúde correspondente a área de domicílio para se cadastrar.

Ainda, segundo Agueda, São Luiz Gonzaga não conseguiu zerar a fila de espera das pessoas que aguardam a segunda dose da CoronaVac. Segundo a enfermeira, o município enfrentou problemas com o número de doses existentes dentro de cada frasco, que segundo Agueda, não correspondiam ao que o Ministério da Saúde informou. Um relatório será enviado ainda hoje ao Governo do estado, solicitando um novo lote que possa zerar a fila.

Rádio Missioneira