Pesquisa inédita de solos utilizando a ferramenta da Tomografia Computadorizada está sendo desenvolvida por professora da UERGS em São Luiz Gonzaga  

Compartilhe!

A engenheira agrônoma Rosicler Alonso Backes, docente do curso de Agronomia da Universidade Estadual do Rio Grande do Sul (Uergs), unidade de São Luiz Gonzaga e doutoranda do Programa de Ciência do Solo, da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), vem desenvolvendo uma pesquisa inédita de Tese de Doutorado na área de solos.  O experimento está sendo conduzido na área experimental da Uergs desde o ano de 2018. A pesquisa da doutoranda, a qual já foi qualificada e está em sua reta final, tem como título o uso da “Tomografia computadorizada de raios x como ferramenta de análise da porosidade de um latossolo manejado com plantas de cobertura”.

O objetivo do estudo é caracterizar a geometria do espaço poroso, através da avaliação morfométrica utilizando a Tomografia Computadorizada de Raios-X. Essa técnica de alto custo possibilita a caracterização quantitativa e qualitativa do espaço poroso, tridimensionalmente, de modo não destrutivo e em alta resolução, a qual não altera a estrutura natural das amostras, e apresenta sensibilidade e alta resolução espacial.

Além do valor médio, no caso de densidade e de umidade do solo, a Tomografia Computadorizada indica a localização exata das possíveis heterogeneidades presentes internamente e os valores extremos. Número, distribuições, comprimento, alongamento, formato, conectividade, tortuosidade dos poros e dimensão fractal dos agregados, serão alguns elementos avaliados. As amostras estão sendo analisadas no Laboratório de Física do Solo do Departamento de Solos da UFSM.

Os procedimentos após a retirada das amostras, irão para a aquisição das imagens em 3D, reconstrução, visualização, processamento e análise. Segundo a Professora Rosicler, é importante avaliar o quanto e o que do espaço poroso as raízes dessas plantas podem contribuir para a estrutura do solo, onde as imagens fornecidas pela Tomografia Computadorizada, irão retratar o sistema poroso do solo, através do volume e da forma como os poros estão distribuídos, determinando sua funcionalidade, como a capacidade de transmitir água e/ou gases.

O Método da Tomografia Computadorizada por Raios-X é considerado como promissor e eficiente para a determinação e avaliação de parâmetros físicos do solo, através de imagens com alta resolução espacial, possibilitando o estudo e análise das propriedades físico-hídricas e na identificação dos efeitos da agricultura no solo.

Fonte: UERGS | Unidade São Luiz Gonzaga