Oposição pede mobilização popular contra medidas enviadas pelo Governador à Assembleia - Rádio Missioneira - São Luiz Gonzaga - RS
55.99986.2313 (55) 3352-4141

PREVISÃO DO TEMPO

São Luiz Gonzaga
28 de janeiro de 2020
55.99986.2313 (55) 3352-4141

Oposição pede mobilização popular contra medidas enviadas pelo Governador à Assembleia

Tendência é que manifestos tenham seguimento. Foto: divulgação
28 de janeiro de 2020 l 12:16
Materia atualizada: 28/01/2020 l 18:54




Compartilhe!

Na maratona para aprovar medidas de pacote enviado à Assembleia Legislativa, o governo do Estado tem mostrado força na largada. Na tarde de ontem (27), foi aprovada a convocação da sessão extraordinária, o que, por si só, já é um sinal de que a base aliada está forte.

Em participação no programa Jornal da Manhã desta terça-feira o deputado Jeferson Fernandes (PT) falou sobre as manobras da oposição. Infelizmente para o Deputado os esforços para barrar a convocação da extraordinária foram insuficientes – apenas o PT, PDT, Psol, Podemos e o deputado Capitão Macedo (PSL) votaram contra a convocação, totalizando 15 votos contra e 34 a favor.

Mobilização

Para aprovar a maioria dos projetos, basta 28 votos. Já para o projeto que trata do magistério, maioria simples é suficiente. Em um cenário onde o Governo está investindo em propaganda e também no jogo de bastidores, Jeferson vê uma disputa muito difícil contra a aprovação dessas medidas que considera nefastas para os servidores. Ele também classificou como primordial a mobilização das categorias para protestar contra esses cortes nos seus direitos.

Peso excessivo

O deputado Eduardo Loureiro (PDT) também falou sobre o clima na capital Porto Alegre diante do pacote de reformas. Apesar de não ser contrário a reformas, Loureiro diz que o formato dessas medidas é inaceitável pela dureza das propostas. Aliado a isso, o Governo parece não se mostrar favorável ao diálogo.

Com a aprovação desse pacote o Deputado não vê outro caminho que não seja a precarização dos serviços e desestímulo ao trabalhador. Congelando os planos de carreira, sem permitir sua progressão, as medidas deixariam os servidores em um limbo, esperando por boas novas, que dependeriam, talvez, de um outro governo, e não é isso que o PDT quer.

Rádio Missioneira


Copyright 2018 ® - Todos os direitos reservados