Ocorrências atendidas pelo Batalhão Ambiental de São Luiz Gonzaga  

Compartilhe!

Destruição de petrechos de pesca

No dia 16 de março a Patrulha Ambiental realizou contato com a unidade da Coopatrigo, localizada na área industrial de nosso município, onde no forno da caldeira do referido empreendimento foi efetuado incineração de aproximadamente 4 mil metros de redes de pesca e 1.750 metros de espinhéis. Esses materiais foram apreendidos dos rios Ijuí e Uruguai nas últimas semanas. Todos esses petrechos estavam armados em locais proibidos, sem identificação e de malha não permitida.

Fiscalização em depósitos de reciclagem da região

No dia 17 de março, em cumprimento a determinação do Comando Ambiental (CABM), juntamente com o apoio do efetivo do 1º BRBM de Santo Ângelo, foi realizado fiscalização ambiental na localidade de Rincão dos Maciel, interior do município de Pirapó, onde funcionava uma central de reciclagem, a qual está desativada há três anos. Acompanhou a vistoria da bióloga daquele município, a qual informou que o local está em processo de recuperação ambiental, não sendo constatadas irregularidades naquela área.

Fiscalização em pedreiras da região

No dia 18 de março, em cumprimento a determinação do Comando Ambiental (CABM),  o batalhão se deslocou até o município de Cerro Largo, onde foi efetuada a fiscalização em duas pedreiras, sendo que ambos os empreendimentos operam em total acordo com suas Licenças de Operação. Nos locais vistoriados não existem paiol com explosivos, sendo que as detonações são realizadas por empresa terceirizada, com data previamente definida.

Patrulhamento ambiental rural

Na noite do dia 19 de março e madrugada do dia 20, foi realizado um patrulhamento ambiental rural, a fim de combater crimes ambientais e furto abigeato na área de ação da Usina Hidrelétrica  Passo São João, no município de Roque Gonzalez, e também na localidade da Usina Hidrelétrica Passo São José, no município de Salvador da Missões, sendo fiscalizados locais geralmente utilizados por caçadores e pescadores ilegais. Também foram abordados cinco veículos e identificados seus ocupantes, sendo que nada de irregular ou ilegal foi constatado no decorrer do serviço.

Fiscalização ambiental em aterros sanitários

Em 23 de março, cumprindo determinação do Batalhão Ambiental, foi realizado a fiscalização ambiental em aterros sanitários, sendo que no município de São Luiz Gonzaga constatou-se que o local destinado a resíduos orgânicos de podas de árvores, havia todo tipo de resíduos, inclusive com focos de incêndio. Além de não possuir Licença Ambiental Vigente, foi confeccionada ocorrência ambiental referente aos fatos constatados. Posteriormente, o batalhão se deslocou até Bossoroca, sendo que o aterro sanitário daquele município se encontra desativado e em pleno processo de recuperação ambiental.

Cumprimento de solicitação do Ministério Público

No dia 24 de março, em cumprimento a solicitação (ofício), do Ministério Público de São Luiz Gonzaga, o batalhão se deslocou até uma propriedade rural localizada na Linha Thomaz, interior do município de Mato Queimado, a fim de verificar o cumprimento de TAC, fato constatado, pois o PRAD foi cumprido na integra. O levantamento fotográfico, bem como maiores dados da fiscalização, serão remetidos posteriormente ao órgão solicitante.

Apoio à Delegacia de Polícia de Cerro Largo

No dia 26 de março, o batalhão prestou apoio a equipe da Delegacia de Polícia de Cerro Largo, onde foi deslocado até a localidade de Taipão Fundo, área rural do município de São Pedro de Butiá, a fim de cumprir mandados de busca e apreensão em imóveis rurais daquele município. Foram apreendidas duas motosserras sem numeração e sem documentação pertinente.

Patrulhamento ambiental rural

Na noite de 27 e madrugada de 28 de março foi realizado patrulhamento ambiental rural, a fim de combater crimes ambientais e furto abigeato na área de ação da Usina Hidrelétrica Passo São João no município de Roque Gonzales, e também na localidade da Usina Hidrelétrica Passo São José, interior do município de Salvador da Missões, sendo fiscalizado e patrulhado locais geralmente utilizados por contraventores ambientais. Nada de irregular ou ilegal foi constatado, provavelmente devido ao mau tempo (chuva).

Fiscalização em serralheria e madeireiras

No dia 29 de março, em cumprimento a determinação do Batalhão Ambiental, foi realizado fiscalização ambiental com o apoio da Força Tática do 14º BPM, em empreendimentos potencialmente poluidores, cuja atividade se relacione ao desdobramento de ferro e madeira. Foram fiscalizadas duas madeireiras localizadas na localidade de Dona Otília, interior de Roque Gonzales e duas também no município de Santo Antônio das Missões, sendo que todos os empreendimentos operam de acordo as suas Licenças de Operação e possuem toda documentação exigida pela legislação vigente.

Fonte:   Comando Ambiental