Novo juiz criminal diz que vai dar prioridade aos casos de violência contra mulheres com penas duras - Rádio Missioneira - São Luiz Gonzaga - RS
55.99986.2313 (55) 3352-4141

PREVISÃO DO TEMPO

São Luiz Gonzaga
4 de setembro de 2018
55.99986.2313 (55) 3352-4141

Novo juiz criminal diz que vai dar prioridade aos casos de violência contra mulheres com penas duras

4 de setembro de 2018 l 11:09
Materia atualizada: 04/09/2018 l 11:09




Compartilhe!

Após 18 meses sem titular, a Vara Criminal da Comarca de São
Luiz Gonzaga tem um titular. O juiz Tiago Gomes da Cunha assumiu o cargo ontem
(03), em solenidade com autoridades e imprensa. O magistrado chega à comarca
com o desafio de administrar em os mais de cinco mil processos em andamento na
vara.  Ele terá que pautar mais de mil
audiências. “É uma grande desafio e a comunidade precisa de uma resposta”,
declarou à reportagem da Rádio Missioneira.

Tiago afirmou que como são muitos processos, será necessário
dar prioridades. Ele argumentou que na sua experiência, acredita que os crimes
contra a vida devem estar no topo da ação. “Temos que saber distinguir crimes
de menor potencial ofensivo e das pessoas efetivamente perigosas para o meio
social”, destacou.

Conforme o juiz, também existe um volume grande desses
processos.  “Precisamos chegar em um
ponto de equilíbrio”, disse.  Ainda
segundo Cunha, réus presos terão prioridade nas sentenças. O magistrado
acredita que no prazo de dois anos será colocado em dia o cronograma de
audiências na vara.

“Violência contra a
mulher em São Luiz Gonzaga não”

Na entrevista, Tiago argumentou que logo nos primeiros dias
de trabalho, chamou a atenção os casos de violência doméstica, que tem altos
índices na comarca. Ele se comprometeu a dar atenção especial a esses casos,
com penas duras. “A violência contra as mulheres precisa de uma resposta mais
dura. Se os homens pensam que podem agredir as mulheres, saibam que aqui não
podem”, citou.

Outro crime recorrente que terá atenção do magistrado será o
abigeato.  Na semana passada, ele
sentenciou um homem preso em uma das operações da Polícia Civil. “Esses crimes
não vitimam só grandes produtores, mas também pessoas que tem todo seu
patrimônio à animais que são levados”, explicou.

Parceria com demais
órgãos de segurança

Cunha explanou que irá trabalhar em conjunto com os órgãos de
segurança locais, como a Polícia Civil, Brigada Militar e Superindentência de
Serviços Penitenciários (Susepe). “Estarei de portas abertas para trabalhar em
conjunto e também fiscalizar os atos”, disse. Em breve, ele deverá fazer uma
visita ao presídio local.

Juíza Gabriela deseja
boas vindas ao colega

Também entrevistada pela reportagem da Missioneira, Gabriela
Dantas Bobsin, diretora do fórum e titular da primeira vara cível, desejou
êxito ao novo colega. “Recebo com alegria o colega na titularidade, pois era
uma necessidade da comarca”, ressaltou. Ela atuou na vara cível por 18 meses,
paralelo à vara cível e outras atribuições. A juíza destacou que o volume de
trabalho é grande, mas que confia na capacidade de Tiago. “Desejo muito êxito
ao colega”, declarou.

Gabriela seguirá na titularidade da primeira vara cível e
também na eleitoral. Pela primeira vez, ela será a responsável por conduzir a
eleição nos oito municípios da comarca. A juíza já conduziu os últimos pleitos
municipais na comarca.

Após a proclamação dos eleitos, a magistrada aguarda o
resultado de uma promoção para uma nova comarca de entrância final, para
progressão de carreira. Caso se confirme, ela atuará em uma nova área, a da
infância e juventude depois de dezembro.

 


Copyright 2018 ® - Todos os direitos reservados