Rádio Online

Clique e confira

(55) 3352-4141

Fale conosco!

Rua Júlio de Castilhos 2236, Centro, São Luiz Gonzaga, RS

Morte do soldado Fabiano Lunkes completa três anos; Brigada Militar homenageia

Compartilhe!

Nesta segunda-feira (25), a morte do soldado Fabiano Heck Lunkes completa três anos. Na madrugada de 25 de abril de 2019, o policial militar que servia na cidade de Cerro Largo tombou em serviço durante confronto com o grupo de criminosos que atacou uma agência bancária em Porto Xavier no dia anterior.

Na ocasião, os policiais faziam cerco a uma mata na localidade de Linha 1º de Março, em Porto Lucena, a 120 quilômetros da agência, quando os criminosos atiraram, por volta das 3h40.

O soldado Lunkes, com 34 anos, foi atingido no peito e o tiro atravessou o colete à prova de balas. Ele chegou a ser socorrido, mas não resistiu aos ferimentos. Lunkes estava na Brigada Militar há 10 anos. Ele acabou deixando a esposa e um filho, na época com 4 anos.

 

Velório comoveu a cidade de Cerro Largo | Foto: GZH

 

Nesta segunda-feira, a Brigada Militar do Noroeste gaúcho prestou homenagem em suas redes sociais.

 

“Hoje nossa homenagem é para nosso colega de farda o Sd Fabiano Lunkes da cidade de Cerro Largo, pertencente ao 7º RPMon, que há três anos tombou defendendo a segurança de nossa sociedade. Seu exemplo estará eternizado e motivando as ações dos colegas que no dia a dia executam com afinco a missão recebida, na certeza de que mesmo não estando mais entre nós, de alguma forma zela pelos que permanecem nesta nobre profissão”, afirmou a nota.

 

Foto: reprodução/Brigada Militar

Em março deste ano, cinco envolvidos no ataque a banco que resultou na morte do PM foram condenados à prisão. A sentença, protocolada em 15 de março, determinou penas que vão de 42 anos a 128 anos de reclusão em regime inicial fechado.

Os réus foram condenados por crimes de organização criminosa, receptação, porte ilegal de arma de fogo de uso restrito, porte ilegal de arma de fogo de uso permitido e roubo majorado a agência bancária e de veículo.

Quatro dos cinco homens foram sentenciados também por sete tentativas de latrocínio.Todos os condenados já estão presos preventivamente na Penitenciária de Alta Segurança (PASC) de Charqueadas, de acordo com a Polícia Civil.

Rádio Missioneira 

IMPORTANTE: Não autorizamos a reprodução de conteúdo em outros sites, portais ou em mídia impressa, salvo sob autorização expressa.