Militares e altos salários tem que estar na Reforma da Previdência, diz deputado Jerônimo - Rádio Missioneira - São Luiz Gonzaga - RS
55.99986.2313 (55) 3352-4141

PREVISÃO DO TEMPO

São Luiz Gonzaga
30 de janeiro de 2019
55.99986.2313 (55) 3352-4141

Militares e altos salários tem que estar na Reforma da Previdência, diz deputado Jerônimo

30 de janeiro de 2019 l 15:16
Materia atualizada: 30/01/2019 l 15:16




Compartilhe!

O deputado federal Jerônimo Goergen já está em Brasília para tomar posse no segundo mandato.  Em entrevista ao programa Jornal da Manhã, ele contou que esperava uma disputa mais acirrada nos dias que antecedem a presidência na câmara. Conforme o progressista, a vitória de Rodrigo Maia (DEM) está consolidada. “Ele demonstrou sua força nas articulações política”, citou. Para o gaúcho, a eleição de Maia se torna um emblema negativo pelas atitudes políticas e éticas do deputado.

Jerônimo destacou que a presidência da câmara e do senado são fundamentais para a tramitação de projetos do governo. A principal delas deve ser a Reforma da Previdência. A proposta ainda não foi apresentada oficialmente, mas o que se mostrou até agora já gera repercussão e protestos. Ele acredita que será um grande debate no país.

Goergen defende que seja uma reforma que contemple a todos, inclusive servidores e militares. “Os altos salários tem que ser incluídos e não podemos deixar os militares para depois”, argumentou. O deputado destacou que é um bom momento para a discussão, já que a proposta passada considerou “um absurdo”. O parlamentar vê na realização da reforma um passo importante para a melhoria do cenário no Brasil.

Sobre o Funrural, assunto que luta há três anos, ele comentou que será resolvido em breve. Jerônimo garantiu que tem a palavra do presidente Jair Bolsonaro em resolver o assunto. “Essa situação prejudica produtores e cooperativas”, citou.

Em relação aos licenciamentos ambientais, outra pauta que tem atenção do deputado, disse que é necessário agilizar os trâmites e diminuir as burocracias. Para ele, não há como comparar as licenças de barragens, como a de Brumadinho, com as que os agricultores solicitam.

Fonte: Rádio Missioneira


Copyright 2018 ® - Todos os direitos reservados