Rádio Online

Clique e confira

(55) 3352-4141

Fale conosco!

Rua Júlio de Castilhos 2236, Centro, São Luiz Gonzaga, RS

Mais 10 casos de dengue são confirmados em São Luiz Gonzaga

Compartilhe!

Coordenador da equipe de Combate a Endemias pede o apoio da população para evitar a proliferação do mosquito e recomenda o uso de repelente  

  De terça (3) a quarta-feira (4), São Luiz Gonzaga registrou mais 10 casos de dengue, totalizando 36 casos desde o início do ano.  

Conforme o Setor de Vigilância Epidemiológica, os casos confirmados são de pacientes que residem no Bairro Centro (18 casos); no Bairro Duque de Caxias (9); no Bairro Harmonia (1); no Bairro Cohab (1); no Bairro Agrícola (2) e no Bairro Raimundo Gomes Neto (5). Mais 26 casos de dengue estão sob suspeita. As amostras foram encaminhadas ao Laboratório Central de Saúde Pública do Rio Grande do Sul (Lacen/RS) para análise.  

A população deve ficar atenta para os sintomas da doença. Podem ser sinais de dengue, febre com menos de 7 dias e pelo menos dois dos seguintes sintomas inespecíficos: dor de cabeça, dor muscular e dor nas articulações, prostração (cansaço excessivo e exaustão), dor ao redor dos olhos, ausência de manifestações hemorrágicas espontâneas, entre outros. Ao apresentar os sintomas, é necessário ingerir bastante líquido, repouso, prestar atenção nos sinais de alerta e buscar atendimento médico. 

PREVENÇÃO 

Com o apoio da 12ª Coordenadoria Regional de Saúde (CRS), a equipe de Combate a Endemias do município tem adotado os protocolos para a eliminação do mosquito Aedes aegypti e de possíveis criadouros.  

O coordenador da equipe, Edson de Freitas Pereira, orienta sobre formas de prevenir a proliferação do mosquito, o qual também é vetor do zika vírus e chikungunya. “Nesse momento, é muito importante que as pessoas evitem a picada do mosquito, por isso o uso diário de repelente é indispensável. Além das vistorias padrões, a equipe de Combate a Endemias tem realizado a aplicação de veneno em diversos locais para eliminar os mosquitos. Reforçamos o pedido para que a população colabore na eliminação dos focos do Aedes aegypti, adotando os cuidados para evitar o acúmulo de água”. 

Entre os cuidados, não deixar água parada em pratinhos de plantas; evitar o acúmulo de água em calhas, pneus e ralos; manter caixas d’água fechadas; guardar garrafas com o gargalo para baixo; manter as piscinas tratadas adequadamente e os pátios limpos.   

 

Fonte: Assessoria de Imprensa da Prefeitura de São Luiz Gonzaga com informações da SEMSA 

Foto: Arquivo e Divulgação / Prefeitura de São Luiz Gonzaga  

IMPORTANTE: Não autorizamos a reprodução de conteúdo em outros sites, portais ou em mídia impressa, salvo sob autorização expressa.