logo-nova

Rádio Online

Clique e confira

(55) 3352-4141

Fale conosco!

Rua Júlio de Castilhos 2236, Centro, São Luiz Gonzaga, RS

Justiça bloqueia 18 perfis falsos que pediam doações por pix

Compartilhe!

O Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) do Ministério Público do Rio Grande do Sul (MPRS) ingressou na Justiça com uma representação para o bloqueio de 18 perfis falsos que se passavam por autoridades ou entidades idôneas nas redes sociais para desviar doações via pix para vítimas da enchente no Estado. Com isso, os valores eram depositados nas contas bancárias de criminosos.

A investigação contou com o apoio do Núcleo de Inteligência da instituição (NIMP). De acordo com o promotor de Justiça Diego Rosito de Vilas, autor da ação, o Poder Judiciário entendeu que se trata de estelionato e determinou, na quinta-feira, 16 de maio, o bloqueio das chaves pix utilizadas por 15 pessoas físicas ou jurídicas, bem como, o sequestro de valores transferidos ilegalmente para as suas contas.

A empresa que detém as redes sociais com estes perfis falsos foi notificada para bloqueio das contas no prazo de até 24 horas, além de ter que fornecer em até cinco dias informações sobre estes perfis. “A investigação prossegue para identificar e responsabilizar criminalmente todos os envolvidos no desvio de dinheiro para doações às vítimas da enchente no Estado”, conclui Diego Rosito de Vilas.

Foto: GZH

Fonte: Ministério Público do Rio Grande do Sul 

IMPORTANTE: Não autorizamos a reprodução de conteúdo em outros sites, portais ou em mídia impressa, salvo sob autorização expressa.