Jeferson recebe denúncia de desmonte e propõe Frente Parlamentar para reforço da Procergs

Compartilhe!

O vice-presidente da Comissão de Segurança e Serviços Públicos, deputado estadual Jeferson Fernandes (PT) quer implantar no Legislativo uma Frente Parlamentar em Defesa da Procergs. A iniciativa foi anunciada durante reunião virtual, realizada na tarde desta segunda-feira (21), na qual servidores da estatal denunciaram a tentativa do governo do estado de dissolução das 6 Coordenadorias Gerais da Procergs no interior gaúcho, localizadas em Santo Ângelo, Santa Maria, Pelotas, Passo Fundo, Caxias do Sul e Alegrete.

Segundo representantes dos servidores, que somaram mais de 50 na reunião, a medida do governo visa o desmantelamento da Procergs, visto que as coordenadorias realizam o trabalho de ponta da Companhia. Eles reportaram que, desde o governo Sartori, há tentativas de redução da “importância das regionais da Procergs”. Agora, no entanto, há ameaça de dispensa aos servidores, que se veem impelidos a aderir ao Programa de Demissões Voluntárias. “O fechamento das Regionais é um perigo porque aumenta a distância entre a empresa e as pessoas, precarizando a qualidade e a agilidade do serviço”, alertou o ex-diretor da Companhia, Cláudio Dutra.

As Coordenadorias Regionais foram criadas inicialmente para informatização da extinta Caixa Econômica Estadual mas, segundo Dutra, foram ampliando, capacitando e aprimorando a atuação conforme o avanço da tecnologia. “São pessoas em sua maioria com 20, 30 anos de Procergs, que conhecem profundamente o serviço”, ressaltou.

O ex-presidente da Companhia no governo Olívio Dutra, Carlson Aquistapasse lembrou que, no período entre 2011 e 2015, a Secretaria da Fazenda investiu cerca de R$ 100 milhões na Procergs, com recursos do Profisco, via financiamento do BID. O investimento foi aplicado no Data Center, na infovia que interliga as regionais da procergs e outros órgãos de estado, em equipamentos, desenvolvimento e qualificação de pessoal. “Fizemos estes investimentos para melhorar o processo de trabalho e as estruturas da empresa. Afinal, a atividade das Regionais é importantíssima para o desempenho das políticas públicas estaduais no interior”, salientou, citando o acordo entre o Detran e a Procergs para realização das provas, que foi desfeito recentemente.

Bernardo Scotti ressaltou a importância da Procergs na informatização do recebimento e distribuição de vacinas ao interior do estado. “Cada município que recebe vacinas emite 3 notas fiscais, uma para cada tipo  de laboratório, mais a nota das seringas. Sem a Procergs no trabalho de ponta, pode acontecer o que houve em Erechim, onde a queda da Internet resultou em um dia sem vacinação”, detalhou.

Neste sentido, Ricardo Augusto Haas lembrou o trabalho das Coordenadorias na informatização do Juizado Especial Cível e em varas criminais; no reforço do sistema para o enfrentamento do Bug do Milênio, no suporte aos clientes do extinto Via-RS e na interligação das delegacias da Polícia Civil. “É no interior que o estado acontece. E neste trabalho de ponta nós atuamos com muita competência”, reforçou.

Maurício Silveira contou que já circulam abaixo-assinados contra a dissolução das Regionais. “Os clientes estão preocupados. Quem fará os atendimentos? A quem vão recorrer?”, relatou.

Por fim, o deputado Jeferson reafirmou que irá iniciar a coleta de assinaturas para a instalação da Frente Parlamentar, conversar com parlamentares e buscar informações sobre o caso junto aos Ministérios Público Estadual e de Contas, que já possuem expedientes abertos referentes à Companhia. “Sabemos da importância da Procergs e, especialmente, dos dados que ela armazena, cuja manutenção sob domínio estatal é estratégica. Portanto, vamos acompanhar esta situação com o cuidado que ela pede e em respeito ao capital humano e intelectual que faz a Companhia tão relevante para o nosso estado”, concluiu o parlamentar.

Fonte: Andréa Farias – Assessoria de Imprensa – Gabinete Jeferson Fernandes (PT)