Instalação de central líquida de oxigênio no Hospital São Luiz Gonzaga teve início neste sábado

Compartilhe!

Parceria entre Hospital, Administração Municipal e Associação Amigas do Bem irá providenciar estrutura para servir de base a novo cilindro de O² de 6 mil litros

Teve início neste sábado, 6 de março, a construção de estrutura para servir de base a uma nova central líquida de oxigênio para abastecimento do Hospital São Luiz Gonzaga. Em virtude da grande demanda de oxigênio nos últimos dias por conta da pandemia de COVID-19, a Associação Amigas do Bem assumiu a execução do projeto para servir de suporte a uma nova central que comportará 6 mil litros de oxigênio líquido.

O vice-prefeito e engenheiro civil Piti Werle acompanha e coordena os trabalhos, com o objetivo de que, em breve, a casa de saúde do município possa estar usufruindo da nova central de O². Conforme Piti, “este serviço é de suma importância para o hospital devido à grande demanda por oxigênio que está sendo dispensada nas últimas semanas. Assim, esta estrutura que está sendo montada servirá de base para uma central de oxigênio que poderá abastecer o hospital e suprimir o estoque demandado dia-a-dia. Com o início dos trabalhos, venho agradecer à Secretaria Municipal de Obras pela cedência de maquinário para ajustes do terreno e às Amigas do Bem, que, mais uma vez, se comprometeram com esta importante causa. Aliás, o trabalho voluntário das Amigas do Bem é um grande exemplo a ser seguido, pois o empenho incansável deste grupo de mulheres possibilitou a revitalização de todos os 22 quartos e de toda a estrutura da ala do SUS do Hospital São Luiz Gonzaga”, destacou o vice-prefeito.

Os trabalhos seguem neste domingo, de modo a providenciar que a estrutura esteja pronta o mais rápido possível para receber a nova central de oxigênio para o Hospital São Luiz Gonzaga.

Fonte: Emerson Scheis/Assessoria de Imprensa da Câmara Municipal

This slideshow requires JavaScript.