logo-nova

Rádio Online

Clique e confira

(55) 3352-4141

Fale conosco!

Rua Júlio de Castilhos 2236, Centro, São Luiz Gonzaga, RS

Governo confirma morte de bugios por febre amarela nas Missões

Compartilhe!

A Secretaria Estadual da Saúde (SES) confirmou, nesta segunda-feira (20), a morte de cinco macacos por febre amarela no Rio Grande do Sul. O Centro Estadual de Vigilância em Saúde (Cevs) emitiu um alerta para a circulação do vírus da doença no estado.

A SES afirma que os animais não são os responsáveis pela transmissão da doença para humanos. É uma espécie de mosquitos que transmite. Os primatas são essenciais, pois servem de alerta ao indicar a presença do vírus (saiba mais abaixo).

As amostras que foram analisadas em laboratório haviam sido coletadas em outubro deste ano de bugios que foram encontrados mortos em Riozinho (1 animal), a cerca de 130 km de Porto Alegre; Três Coroas (1), na Serra; Santo Antônio das Missões (1), no Noroeste; e São Borja (2), na Fronteira Oeste.

Outros dois casos já foram confirmados no RS este ano, em janeiro e junho: nas cidades de Caxias do Sul, na Serra, e Santo Antônio das Missões. Com isso, o total de macacos mortos pela doença identificados pelo estado chega a sete.

A situação levou a SES a orientar a população sobre formas de evitar o contágio:

  • Vacinação;
  • Cautela ao acessar áreas de mata nessas cidades;
  • Usar repelente;
  • Ligar para 150 caso encontre bugios mortos.

Fonte: G1

IMPORTANTE: Não autorizamos a reprodução de conteúdo em outros sites, portais ou em mídia impressa, salvo sob autorização expressa.