Galpão de Estância está completando 66 anos de funcionamento - Rádio Missioneira - São Luiz Gonzaga - RS
55.99986.2313 (55) 3352-4141

PREVISÃO DO TEMPO

São Luiz Gonzaga
26 de junho de 2020
55.99986.2313 (55) 3352-4141

Galpão de Estância está completando 66 anos de funcionamento

26 de junho de 2020 l 17:07
Materia atualizada: 26/06/2020 l 17:08




Compartilhe!

O CTG Galpão de Estância, foi a primeira entidade tradicionalista fundada na cidade. Em 24 de junho de 1954 do mesmo ano nascia o CTG Galpão de Estância, cujo nome originou-se de um programa radiofônico, que Jayme Caetano Braun, o grande payadorsão-luizense, juntamente com Elias Possap, Walter Medeiros, Dangremon Flores, Otacilio Rosa e Darcirio Dutra mantinham na Rádio São Luiz que tinha o nome Galpão de Estância. Por proposição de Luiz Cosme Pinheiro, foi adotado para o CTG o lema “Catedral Xucra do Pago”.

Ao longo destes 66 anos, até os dias de hoje o CTG Galpão de Estância – Catedral Xucra do Pago, mante-se vivo preservando o tradicionalismo, o telurismo e ao regionalismo missioneiro, sendo uma organização social, o qual acima de tudo respeita e preserva sua história Missioneira, e que promoveu muito eventos integrados a sociedade.

Neste ano, devido a situação de enfrentamento à pandemia, nenhuma programação está prevista para acontecer neste momento. Como forma de lembrar a data especial, através do Facebook do CTG Galpão de Estância, e instagram, membros da patronagem deixaram uma mensagem:

 “E lá se vão 66 anos de História… Ah Galpão de Estância, quantas lembranças…Quantos sonhos, quantos encontros e desencontros, quantas amizades, quantos amores e desamores, quantas vitórias, quantas derrotas, quantas emoções, quantos sentimentos, quantos sorrisos, quantas alegrias, quanto choro. Quantos Bailes, quanta dança, quanta brincadeira… Quanta História…Esse ano está sendo diferente, sabemos que deve estar sentindo falta de ver o teu salão cheio de dança e de alegria, que deve estar sentindo falta do cheiro gostoso da cozinha, do barulho da bocha, dos ensaios, das nossas crianças correndo. Aliás, todos sentem falta de estar no teu aconchego, de dividir um mate na tua presença, de planejar um evento pra te ver todo decorado. Mas nada apaga o que tu já viveu e quando tudo isso passar, poderemos te ver repleto de novas histórias. Vida longa à ti nosso amado Galpão de Estância. Obrigado por fazer parte da Vida de muita gente!”

Atualmente a entidade tem como patrão, Luis Carlos de Moraes, que juntamente com a sua patronagem coordena as atividades, comprometidos com a propagação da nossa cultura e com um centro tradicionalista que motiva as novas gerações ao respeito pela sociedade em que vivemos e pela história do povo gaúcho.

Neste momento em precisamos em primeiro lugar nos PREVENIR diante a pandemia que estamos expostos, o CTG Galpão de Estância, assim como MTG, a Coordenadoria Regional e entidades tradicionalistas cumprem a Carta de Princípios no “Art. 1. Auxiliar o Estado na solução dos seus problemas fundamentais e na conquista do bem coletivo”. Dessa forma a entidade acatou e entendeu a situação de alerta em que vivemos atualmente e suspendeu os eventos marcados neste mês e mês próximo.

O patrão da entidade, Luis Carlos de Moraes, relata que todas as atividades na entidade foram suspensas, bem como a ciranda de prendas e entrevero de peões da entidade que estava previsto para acontecer neste mês. Ele ressalta que pouco dinheiro está entrando no caixa do CTG, pois sem a arrecadação de fundos com bailes, jantares e almoços tudo fica mais complicado, e a entidade está se mantendo apenas com as mensalidades pagas pelos associados.

Para o patrão, a Semana Farroupilha corre o risco de não sair, visto que envolve preparação meses antes. “Será difícil ser realizada pois precisamos de mais tempo de preparação e não estamos podendo nos reunir para ajustar”, ressaltou o patrão. Conforme o patrão, mesmo que tudo volte à normalidade, ele acredita que 2020 será um ano em que o tradicionalismo terá o desafio de funcionar de uma maneira virtual, onde a união de todos em prol do fortalecimento da entidade é essencial para que o CTG continue se fortalecendo e se propagando para as futuras gerações no presente, e além disso, garante sua continuidade para o seu futuro.

O patrão destaca que a Patronagem vem recebendo pedidos de realização de seu tradicional risoto/galeto, e que está sendo estudado a possibilidade da realização do mesmo através de “Tele- Entrega”, seguindo todas as recomendações da OMS e do município.

Fonte: CTG Galpão de Estância


Copyright 2018 ® - Todos os direitos reservados