ERS 165: asfalto que derrete, demora nas obras e continuidade só em 2019 - Rádio Missioneira - São Luiz Gonzaga - RS
55.99986.2313 (55) 3352-4141

PREVISÃO DO TEMPO

São Luiz Gonzaga
16 de dezembro de 2018
55.99986.2313 (55) 3352-4141

ERS 165: asfalto que derrete, demora nas obras e continuidade só em 2019

Fotos: Rádio Missioneira
16 de dezembro de 2018 l 08:39
Materia atualizada: 06/01/2019 l 18:33

Na semana passada parte do asfalto simplesmente derreteu





Compartilhe!
  • 300
    Shares

O asfalto na ERS 165, entre São Luiz Gonzaga e Rolador, está quase concluído. Mesmo que lideranças comemorem a conquista esperada há mais de 20 anos, a obra foi marcada por muitos problemas: atrasos, questões judiciais e cobranças de lideranças para a continuidade do serviço. Na semana passada, parte do asfalto simplesmente derreteu. Em novembro, caminhões ficaram atolados no trecho que ainda é feito de terra. A situação é alvo de críticas, principalmente de quem passa pelo local diariamente.

Nos últimos anos, foram constantes os pedidos do prefeito de Rolador, Paulo Peixoto, para pedir agilidade nas obras. “Não temos o poder da caneta de fazer andar mais rápido, mas temos esperança”, declarou o prefeito, em entrevista à reportagem da Missioneira. Restam cerca de 10km de obras, mas sem contar as indenizações e obras de arte que não foram licitadas. Sem entendimento com moradores, o trecho será resolvido na justiça, sem previsão de conclusão.

Leia mais notícias sobre infraestrutura na região

Garruchos: dados mostram o prejuízo em não ter acesso asfáltico

Ampliação do aeroporto regional: assinada autorização para elaboração de projeto

O engenheiro Maurício Lima, da empresa Conterra, diz que o serviço está avançado. “Falta só a capa selante, mas o material ainda não foi fornecido”, explicou à emissora. Sobre o asfalto que derreteu, o profissional garantiu que o problema foi resolvido no mesmo dia.

Existe a informação de que as máquinas usadas no serviço foram apreendidas, já que a empresa passa por recuperação judicial. Maurício apenas informou que outras máquinas serão utilizadas na obra, mas que agora o andamento depende do produto que deve ser fornecido pelo estado.

O engenheiro afirmou que funcionários não foram demitidos. A equipe entrará em férias coletivas no dia 20 de dezembro e voltará ao trabalho no dia 07 de janeiro, quando as obras devem recomeçar. Ele ainda destacou que até março não haverá mudanças no planejamento, mesmo com a troca de governo.

O deputado Pedro Westphalen, que foi secretário de transportes, comentou a Rádio Missioneira que a ERS 165 é fruto de muito esforço do governo e das lideranças da região. Ele reconhece a demora, mas que o fato de estar em andamento é motivo de comemoração.

Autora: Amanda Lima

Fonte: Rádio Missioneira


Copyright 2018 ® - Todos os direitos reservados