Érlon Péricles e João Máximo receberão a Comenda Sepé Tiaraju 

Compartilhe!

No dia 7 de fevereiro, a Prefeitura de São Luiz Gonzaga, por meio da Secretaria de Turismo e Cultura, e o Conselho Municipal de Turismo (COMTUR) realizam a entrega da Comenda Sepé Tiaraju. Neste ano, os homenageados serão os músicos Érlon Péricles e João Máximo Galarce de Oliveira.

Assim como em edições anteriores, os homenageados foram indicados pelo COMTUR. Devido a pandemia, a entrega da honraria será realizada em um ato restrito, sem a participação do público em geral. A comenda é confeccionada pelo escultor são-luizense Vinícius Ribeiro.

A Comenda Sepé Tiaraju foi instituída em 2004, na gestão do ex-prefeito Jauri Gomes de Oliveira e reativada em 2018 na primeira gestão do prefeito Sidney Brondani. A comenda busca manter viva a memória do herói missioneiro Sepé Tiaraju – morto em batalha no dia 7 de fevereiro de 1756 – e homenagear cidadãos que realizam um trabalho em prol do município.

HOMENAGEADOS (biografia adaptada) 

Érlon Péricles – Cantor e compositor são-luizense, já participou da maioria dos festivais de música do sul do Brasil, como concorrente ou jurado. Ganhou o Prêmio Açorianos de Música por quatro vezes, em 2010 e 2011 como Melhor Compositor Regional, em 2009 e 2011, como Melhor Disco da Música Regional, pelo projeto Buenas e M’Espalho. Venceu por cinco vezes o concurso promovido pelo Instituto Gaúcho de Tradição e Folclore, que elege anualmente a música tema da Semana Farroupilha. Em 2011, fez várias apresentações por Portugal e Espanha na turnê Música Gaúcha na Europa, divulgando a música gaúcha além das fronteiras do país. A discografia do homenageado é composta por dez CDs e um DVD gravado ao vivo.

João Máximo Galarce de Oliveira – Com uma carreira musical de mais de 60 anos, desde criança, João Máximo Galarce de Oliveira já demonstrava interesse pela gaita. Com o ingresso definitivo na atividade musical, surgiram as oportunidades profissionais. Embora não faltasse inspiração para complementar suas composições, o homenageado sempre procurou parceria com outros autores por entender que o resultado seria de maior abrangência popular.

A evolução profissional trouxe o interesse pelo significado da música: origens, estilos, ritmos, finalidades e temáticas. Além de músico, João Máximo sempre foi grande interessado pelos movimentos artístico culturais, nos quais atuou ativamente na articulação, organização e realização de eventos do gênero, tendo como autor e instrumentista, participação marcante em eventos de destaque no cenário estadual. Assumiu o Setor de Cultura de São Luiz Gonzaga de 1989 até 1992, onde realizou vários eventos artísticos-culturais. Em 2017, foi escolhido pelas entidades tradicionalistas são-luizenses como homenageado da Semana Farroupilha.

João Máximo é casado com Vera Lúcia Bervanger de Oliveira, com a qual tem três filhos: Ricardo, Mariel e Roberto Galarce (que também tomaram gosto pela música e hoje atuam como profissionais). João Máximo também é pai de João Fernando Oliveira, que atua no ramo do comércio.

Fonte: Assessoria de Imprensa da Prefeitura de São Luiz Gonzaga com informações da Secretaria de Turismo e Cultura   

Fotos: Divulgação

This slideshow requires JavaScript.