Encontro de pomeranos movimenta Roque - Rádio Missioneira - São Luiz Gonzaga - RS
55.99986.2313 (55) 3352-4141

PREVISÃO DO TEMPO

São Luiz Gonzaga
20 de janeiro de 2019
55.99986.2313 (55) 3352-4141

Encontro de pomeranos movimenta Roque

Pomeranos com seus trajes típicos
20 de janeiro de 2019 l 22:49
Materia atualizada: 22/01/2019 l 09:59

Encontro de famílias celebra 161 de imigração pomerana ao Brasil





Compartilhe!
  • 579
    Shares

Com o objetivo de fortalecer a cultura pomerana e realizar uma integração entre as comunidades de Marechal Cândido Rondon (PR), Pelotas, Canguçu, São Lourenço do Sul,  Camaquã e São Paulo das Missões (RS), São Pedro do Butiá e Roque Gonzales realizaram a 2ª Pommerfest, neste sábado, 19 e domingo, 20.

O evento teve organização conjunta das comunidades de Dona Otília Norte, Portão Fundo, Linha Barão Redenção, Rincão dos Reinke e de Dona Otília, que sediou o evento.

(Prefeito Martinho, de São Pedro do Butiá, saudou os visitantes)

O evento teve início em São Pedro do Butiá, com recepção das caravanas que puderam saborear um café especialmente preparado para os visitantes.

(Café servido aos visitantes)

O prefeito Martinho Berwanger deu as boas-vindas aos pomeranos visitantes, que foram acolhidos através da música típica alemã, tocada por uma dupla de bandonistas.

(Ao som dos bandoniões, as comitivas foram chegando)

Em seguida as caravanas se dirigiram até a Vila Dona Otília onde a Pommerfest teria continuidade.

A parte da tarde foi reservada para atividades culturais com a realização de quatro palestras sobre a origem, migrações e estabelecimento das famílias pomeranas no Brasil, Rio Grande do Sul e na região missioneira.

(Palestra de Heinemann)

As palestras foram proferidas pelo grafologista e historiador José Carlos Heinemann, de Novo Hamburgo, da Coordenadora do Movimento Pomerano de Camaquã, Nilza Tessmann Castro, pela professora de história Rosangela Seling Vorpagel e pelo professor e escritor Asildo Thielke, ambos de Roque Gonzales.

(Palestra de Nilza Tessmann)

Atenta, a plateia pode conhecer um pouco das origens das famílias pomeranas, suas profissões, como e porque ocorreram as migrações, a escolha pelo Brasil e também como se deslocaram até a região e, principalmente para Roque Gonzales, onde as principais comunidades que abrigam essas famílias são a Dona Otília e Esquina Emanuel.

(Palestra de Rosangela Seling Vorpagel )

Também houve a apresentação de roupas típicas pomeranas, incluindo dois trajes para noivas, sendo um preto, para as noivas pobres e, um vermelho, para as de famílias mais abastadas, segundo explicou o palestrante Heinemann.

(Palestra de Asildo Thielke)

O domingo foi reservado para a principal atração religiosa do evento: um culto ministrado em língua pomerana tendo por local a Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil (IECLB) e feito pelos pastores Benito kohlflantz (IECLB) , de São Luiz Gonzaga e Odilo Sontag, da Igreja Luterana do Brasil (IELB), de Santo Ângelo, tendo como anfitrião o pastor Roberto Schulz.

(Igreja lotou para o culto na língua pomerana)

(Pastores Benito kohlflantz, Odilo Sontag e o anfitrião Roberto Schulz)

Antes do almoço, houve a inauguração do “Bosque Pomerano”, local que servirá como um marco inicial para uma futura rota pomerana, cujo projeto começa a se desenhar, conforme enfatizado pelo prefeito João Haas que participou desse ato. O Bosque inaugurado, conta com boa área verde, com água corrente e um banco para os passantes descansarem. No futuro deverá acontecer melhorias no local, conforme promessa do prefeito Haas.  Um dos idealizadores do Bosque é o pastor Roberto Schulz que contou com o apoio da comunidade, conforme contou aos presentes.

(Inauguração do Bosque Pomerano)

Segundo o pastor Schulz, “quando nós aqui da comunidade, juntamente com lideranças da Paróquia nos articulamos para fazer a festa e a consagração e o nome de bosque Pomerano, também planejamos chamar o local de Rota Pomerana”. Então divulgamos a proposta adiante para os prefeitos, vereadores, lideranças de sindicatos de trabalhadores rurais, e outras entidades, destaca.

Segundo desejo da comunidade, no local deverá ser criado um local para meditações e uma trilha ecológica.

Estiveram presente na festa, a prefeita de São Paulo das Missões, Noila Ruwer, e o prefeito de Salvador das Missões, Daniel Gorski, ocasião em que a comunidade compartilhou a proposta da criação da Rota Pomerana também para essas duas autoridades. Ambas demostraram total interesse em se associar ao projeto da futura Rota Pomerana.

(Pintura feita por Adelaide Fitz, retratando a igreja e a antiga casa pastoral)

Outra atração da festa foi o Museu Pomerano, cujo acervo conta com instrumentos de trabalho, os mais diversos usados pelos colonizadores,  classe escolar usado na antiga Escola Martin Luther, material de uso doméstico, utensílios de uso na comunidade, biblia, hinários e, entre outros ítens,  jogos usados para a diversão comunitária..

A festa pomerana encerrou com um sarau dançante e, novamente, apresentação de trajes típicos da Pomerânia.

A 2ª Pommerfest teve como presidente da Comissão Organizadora Rubenval Radiess que contou com a colaboração de vários membros de outras comunidade.


Copyright 2018 ® - Todos os direitos reservados