logo-nova

Rádio Online

Clique e confira

(55) 3352-4141

Fale conosco!

Rua Júlio de Castilhos 2236, Centro, São Luiz Gonzaga, RS

Emater destaca melhor época para o plantio da alfafa

Compartilhe!

No Brasil, o Rio Grande do Sul é o principal produtor de alfafa, cultura introduzida no Estado através das colônias alemãs. Atualmente, a Região das Missões é a maior produtora da alfafa em solo gaúcho. A planta é considerada a “rainha forrageira” por conta de seu potencial de produção, com rendimento de oito a nove cortes durante o ano, sendo um produto típico da agricultura familiar.

O engenheiro agrônomo, mestre em Zootecnia e atual gerente técnico estadual da Emater/RS-Ascar, Marcelo Brandoli, comenta que a instituição participa da Rede de Pesquisa, Inovação e Extensão em Alfafa (Repie Alfafa), um grupo latino-americano que conta com a participação de algumas universidades e unidades da Embrapa, além de pesquisadores, extensionistas e agricultores do Brasil, Chile, Peru, México, Uruguai, Argentina e Venezuela. Brandoli ressalta que a Emater/RS-Ascar já prestou diversas assistências aos pesquisadores e agricultores do grupo, através de seminários e capacitações técnicas, e que é uma referência do assunto no Brasil.

Clique aqui e receba nossas notícias no WhatsApp

Brandoli explica que a melhor época para o plantio é entre o final de abril e o início de maio, quando a planta não cresce tanto, mas desenvolve um melhor enraizamento, com rendimento maior durante o ano. Através da Assistência Técnica, a Emater/RS-Ascar orienta a correção de solo na área em que se pretende plantar a alfafa, através do plantio de milho ou soja, pois a planta não tolera ervas daninhas. Após a germinação, é sugerido esperar 90 dias para fazer o primeiro corte, acima de oito a 10 centímetros da coroa da planta. “A cada corte, deve-se colocar uma adubação de potássio, que é absorvido do solo pela alfafa”, observa o extensionista.

Por possuir alto valor nutricional, o broto da alfafa é um forte aliado na alimentação humana. Segundo Brandoli, a alfafa é rica em proteínas e sais minerais, chegando a ser utilizada como base na composição de alguns suplementos alimentares. Além disso, a planta é muito utilizada como feno para o alimento de vacas leiteiras, pois estimula e induz o hormônio da lactogênese, levando a vaca a produzir mais leite.

FONTE: EMATER/RS-ASCAR

FOTO: Cleuza Brutti

IMPORTANTE: Não autorizamos a reprodução de conteúdo em outros sites, portais ou em mídia impressa, salvo sob autorização expressa.