Doses da vacina de Oxford já estão sendo aplicadas em São Luiz Gonzaga

Compartilhe!

Segundo a coordenadora do Centro de Saúde de São Luiz Gonzaga, enfermeira Águeda Balbé, as 290 doses da vacina de Oxford/AstraZeneca contra a covid-19 destinadas ao município estão sendo aplicadas em profissionais da área da saúde. A informação foi confirmada durante participação no programa Cidade Alerta na Missioneira FM 94.9 nesta quarta-feira (27).

Águeda especificou que os trabalhadores contemplados nesta etapa de imunização compreendem aqueles que atuam na linha de frente do combate à pandemia no município e que não haviam sido vacinados no primeiro lote da CoronaVac, todos os profissionais da atenção básica e também profissionais liberais, como médicos, dentistas e fisioterapeutas.

“Entre hoje e amanhã, todos os trabalhadores que atuam na atenção básica de saúde serão imunizados” explicou Águeda. Segundo ela, o critério adotado para os profissionais que trabalham em repartições particulares será a idade.

A coordenadora de saúde informa que até o momento o Ministério da Saúde não autorizou o município a aplicar a vacina em idosos e outros grupos de risco. “Nossa vontade era o de imunizar, mas não podemos e devemos seguir o que o órgão máximo nos indica”, ressalta Águeda.

Ela informa ainda a importância de toda a população já ir se preparando para participar da campanha de vacinação, sendo que o primeiro passo é estar com a Carteira de Vacinas e Cartão do SUS a disposição. Cada cidadão só poderá ser imunizado com doses do mesmo laboratório, por isso deve-se estar atento quanto à essas informações, salientou a enfermeira.

Diferentemente da CoronaVac, cada ampola da vacina de Oxford possui 10 doses, válidas por seis horas após abertas. Em função disso, as equipes de vacinação estão montando um cronograma, para que ao abrir um frasco do imunizante, 10 pessoas estejam a disposição para receber a dose.

Outro diferencial desta vacina é o prazo para aplicação da segunda dose. Enquanto a vacina produzida no Instituto Butantan requer um intervalo máximo de 28 dias entre as duas aplicações, o imunizante da Oxford possui um prazo de 4 meses para reaplicação. Apenas pessoas contaminadas com o vírus nas últimas quatro semanas, gestantes, lactantes e menores de 18 anos não poderão ser vacinados.

Rádio Missioneira