Documento com justificativa e importância de sede própria da Uergs em São Luiz Gonzaga será entregue ao governo

Compartilhe!

Um documento que justifica a importância de uma unidade própria da Universidade Estadual do Rio Grande do Sul (Uergs) em São Luiz Gonzaga será encaminhado hoje (30) ao governo. A iniciativa é necessária após a suspensão da licitação, marcada para a semana passada. O governador Eduardo Leite determinou, por decreto, que todas as licitações passem por uma aprovação.

Segundo a engenheira Ana Celícia Librerotto, responsável pelo projeto, foi publicada uma resolução com as normas da justificativa. O documento será analisado pela Junta de Coordenação Orçamentária e Financeira (Junconf). A profissional acredita na aprovação, uma vez que o recurso para construção da obra é do governo federal e está assegurado. Conforme Ana, a contrapartida do estado é de apenas 1%, valor que considera baixo.

Ainda segundo a engenheira, o documento tem argumentação da necessidade que a cidade possui de um prédio próprio. Hoje as aulas ocorrem na escola técnica Cruzeiro do Sul e em salas de outras escolas, que emprestam a estrutura. A falta de uma sede impede o crescimento da unidade e da formação de novas turmas e cursos.

Depois da aprovação, será reaberta a licitação. Ela acredita que o trâmite levará cerca de três dias para o agendamento da entrega dos envelopes. A engenheira ressalta que por ter ampla divulgação, haverão interessados na licitação.

A expectativa, segundo Librerotto, é que a toda a tramitação ocorra ainda no primeiro semestre. A licitação foi autorizada em julho de 2018. Duas datas foram marcadas para a abertura das propostas, mas ambas foram adiadas no ano passado e mais uma vez neste início de 2019. Após iniciado o serviço, a previsão é de oito meses para finalização da construção do prédio. O terreno, de 11,241 m², foi doado pela Prefeitura de São Luiz Gonzaga.

Autora: Amanda Lima

Fonte: Rádio Missioneira