Rádio Online

Clique e confira

(55) 3352-4141

Fale conosco!

Rua Júlio de Castilhos 2236, Centro, São Luiz Gonzaga, RS

Realizado o desassoreamento de trecho do Rio Itaquarinchim em Santo Ângelo

Compartilhe!

Lixo e entulhos jogados às margens e no leito do rio chamaram a atenção do prefeito em Exercício: “Uma ameaça à vida”, declarou Volnei

A Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano de Santo Ângelo está trabalhando na limpeza do leito do Rio Itaquarinchim, no trecho entre a Avenida Ipiranga e a cascata. O curso d’água é um símbolo da Capital das Missões e a ação faz parte do Plano de Prevenção a Alagamentos do Governo Municipal.

Segundo o diretor de Meio Ambiente, Antônio Cardoso, o serviço está sendo executado em meio a um período de estiagem, justamente pelo baixo nível do rio, pela facilidade de acesso do maquinário, evitando transtornos futuros no trecho, considerado suscetível a alagamentos.

“O desassoreamento é ação essencial para manter o rio em seu leito, prevenindo alagamentos, preservando a vida e o patrimônio dos moradores”, afirmou o diretor. Segundo ele, o trecho abrange os bairros Harmonia, Ipiranga e Kurtz.

O prefeito em Exercício, Volnei Teixeira, que é médico, lembrou que o desassoreamento, também evita a proliferação de doenças.

LIXO E ENTULHO

A grande quantidade de lixo e entulhos, restos de móveis e de materiais de construção, retirados das margens e do leito do rio, na saída da sanga que corta o Bairro Harmonia, chamou a atenção do prefeito em Exercício. Segundo declarou Volnei, é preciso aprimorar os programas em educação ambiental, trabalhando a conscientização da população sobre a preservação do meio ambiente, em especial dos mananciais.

“Vivemos um período de estiagem, com grande escassez de água e que irá refletir em todos os setores da sociedade. É preciso preservar nossos recursos naturais. Preservá-los é saúde, é vida. Quando o lixo é disposto nas vias públicas provoca problemas de infraestrutura e alagamentos. Quando chega aos rios, provoca o desequilíbrio ambiental, representando uma grande ameaça à vida, contaminando a água utilizada para o consumo humano, causando uma série de doenças. E importante frisar que o Rio Itaquarinchim é que abastece a cidade”, afirmou.

 

Foto: Fernando Gomes

Fonte: Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Santo Ângelo