Deputado Jerônimo Goergen fala sobre ameaça de punição dentro de seu partido por ter votado contra o aumento do “fundão eleitoral” - Rádio Missioneira - São Luiz Gonzaga - RS
55.99986.2313 (55) 3352-4141

PREVISÃO DO TEMPO

São Luiz Gonzaga
17 de agosto de 2020
55.99986.2313 (55) 3352-4141

Deputado Jerônimo Goergen fala sobre ameaça de punição dentro de seu partido por ter votado contra o aumento do “fundão eleitoral”

Foto: Zeca Ribeiro / Câmara dos Deputados
17 de agosto de 2020 l 14:54
Materia atualizada: 17/08/2020 l 14:55




Compartilhe!

Interessado no andamento e na forma da aplicação de recursos públicos em obras em estradas das Missões, o deputado federal Jerônimo Goergen participou do programa Jornal da Manhã desta segunda-feira. Ele mencionou obras em andamento e que dependem de dinheiro do Estado para sua execução.

Segundo o Deputado, é difícil ser otimista dependendo do dinheiro que o Estado tem em caixa, então, temos que ter alternativas. No entanto, tirar esse dinheiro com mais impostos ou aumento de alíquotas não é uma opção, pois ele considera que o povo já pagou o equivalente a muitas obras nas estradas, mas não tem o retorno desejado.

Puxando o assunto das reformas tributárias que estão em discussão, o entrevistado criticou as duas propostas, tanto do Estado do Rio Grande do Sul como do Governo Federal, dizendo que foram elaboradas apenas para compensar perdas. Soma-se a isso a questão do isolamento, que torno mais difícil o debate, realizado recentemente apenas em fóruns virtuais.

Na entrevista o Deputado também abordou uma questão pessoal, envolvendo sua trajetória no Progressistas, com ameaça de punição pelo fato de o mesmo não ter votado favorável ao aumento do “fundão eleitoral”. Citando a deputada Kátia Abreu, uma das parlamentares escaladas para tratar desse caso dentro do partido, Goergen classificou como um “desaforo” a situação a qual está submetido.

Presidente da Juventude Progressista, deputado por cinco mandatos (dois no âmbito estadual e três no federal), secretário geral nacional e presidente do Progressistas no RS, Jerônimo lamentou o fato de alguém sem nenhum histórico em seu partido e com passagem por diversas outras siglas, estar agora em uma posição que lhe permite deliberar sobre uma eventual punição a ele. Reforçou as motivações que lhe levaram à sua decisão, pois não quer que se use ainda mais o dinheiro da comunidade para fazer campanha.

Rádio Missioneira


Copyright 2018 ® - Todos os direitos reservados