logo-nova

Rádio Online

Clique e confira

(55) 3352-4141

Fale conosco!

Rua Júlio de Castilhos 2236, Centro, São Luiz Gonzaga, RS

Crise na cadeia leiteira: Fetag-RS critica falta de ação do Governo Federal

Compartilhe!

A situação que envolve a cadeia leiteira no Rio Grande do Sul segue causando indignação para entidades ligadas ao setor. A Federação dos Trabalhadores na Agricultura no Rio Grande do Sul (Fetag-RS) emitiu uma nota intitulada “Mais promessas para a cadeia leiteira”, onde critica a falta de ação do Governo Federal sobre o assunto.

“Esperávamos mais do governo federal. Hoje, o que vimos ser anunciado pelos ministros da Agricultura e do Desenvolvimento Agrário é mais do mesmo. Apenas medidas que ainda serão estudadas.O governo federal ainda não entendeu a gravidade da situação. Desde março alertamos sobre a crise e que ela iria piorar. Na semana passada, em Frederico Westphalen, bloqueamos a BR 386 para mostrar que o setor não quer mais promessas. Quer ações”, alerta a nota.

Em entrevista para o programa Jornal da Manhã nesta terça-feira (3), o presidente da Regional Missões II, Márcio Langer, destacou que os produtores da cadeia leiteira aguardam medidas efetivas de auxílio.

“A indignação é de que não conseguimos visualizar algo de concreto rápido. Nós precisamos ver as coisas formalizadas”, enfatizou.

Conforme Márcio, uma nova mobilização está marcada para ocorrer no dia 11 de outubro, em Jaguarão.

“Não nos resta outra alternativa do que fazer mais mobilizações. Desta vez, com o apoio das demais federações e da Contag, vamos ampliar o alcance do grito de agricultores e agricultoras familiares, que precisam de apoio para seguir na atividade. Se medidas concretas não forem anunciadas com urgência, a cadeia leiteira brasileira vai morrer. É isso que o governo quer? Esperamos que não”, termina a nota divulgada pela Fetag-RS.

Rádio Missioneira

IMPORTANTE: Não autorizamos a reprodução de conteúdo em outros sites, portais ou em mídia impressa, salvo sob autorização expressa.