logo-nova

Rádio Online

Clique e confira

(55) 3352-4141

Fale conosco!

Rua Júlio de Castilhos 2236, Centro, São Luiz Gonzaga, RS

CPI do Hospital São Luiz Gonzaga encontra contradições em depoimentos, diz Ana Barros

Compartilhe!

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que investiga o caso da recém-nascida Isabella, cujo falecimento ocorreu em março, no Hospital São Luiz Gonzaga, já encontrou contradições nos depoimentos realizados. A informação foi confirmada pela presidente da comissão, vereadora Ana Barros, durante entrevista para o programa Jornal da Manhã nesta quarta-feira (10).

“O que nós conseguimos apurar, até agora, é que há bastante contradição nos depoimentos que foram ditos”, disse a presidente. Até agora, a CPI ouviu  o interventor do hospital, Jeferson Gomes de Oliveira; o diretor clínico da instituição, Luís Grings; o prefeito Sidney Brondani e os pais da recém-nascida.

Segundo Ana, a comissão precisará ouvir também o quadro de enfermagem, a médica obstetra e a médica pediatra. A CPI terá 120 dias para concluir os trabalhos. Conforme a presidente, todo o relatório será encaminhado para o Ministério Público.

Ana frisa que os últimos depoentes foram os pais da menina. A mãe, Gislaine de Melo, segundo a presidente, está com sequelas físicas e emocionais. Ela chegou para a oitiva na Câmara de Vereadores em uma cadeira de rodas.

“Esta CPI não é que vai atrapalhar o hospital. Muito pelo contrário. É a nossa obrigação, como legisladores e fiscalizadores”, concluiu Ana.

Foto: arquivo/Câmara Municipal

Rádio Missioeneira

IMPORTANTE: Não autorizamos a reprodução de conteúdo em outros sites, portais ou em mídia impressa, salvo sob autorização expressa.