Rádio Online

Clique e confira

(55) 3352-4141

Fale conosco!

Rua Júlio de Castilhos 2236, Centro, São Luiz Gonzaga, RS

Cpers cobra do Governo do Estado reajuste salarial igualitário

Compartilhe!

O Centro dos Professores do Estado do Rio Grande do Sul (Cpers) está mobilizado em frente ao Palácio Piratini em Porto Alegre cobrando do Governo do Estado um reajuste salarial igualitário para a classe. O ato é público recebe o nome de “Reposição Já!”

Em entrevista ao programa Jornal da Manhã na Missioneira FM 94.9 nesta terça-feira (21), o diretor do 33º Núcleo do Cpers de São Luiz Gonzaga, Joner Alencar Marchi Nascimento, explicou os motivos da mobilização.

Conforme Joner, os educadores gaúchos amargam uma redução salarial de 52,6% devido há sete anos sem reposição da inflação. A promessa de 32% de reajuste do piso do magistério apresentada pelo governo recentemente atenderá apenas 14,7% da classe.

Segundo Joner, quase 34 mil professores em sala de aula não receberão o reajuste total e 128.032 educadores (ativos e inativos) pagarão o acréscimo do próprio bolso, com a parcela de irredutibilidade.

“A proposta é ineficaz e não atende os interesses da categoria”, disse Joner.

Segundo ele, o Cpers seguirá mobilizado por um reajuste salarial igualitário e, sobretudo, humanista, que reconheça a importância da classe para a sociedade.

Rádio Missioneira

IMPORTANTE: Não autorizamos a reprodução de conteúdo em outros sites, portais ou em mídia impressa, salvo sob autorização expressa.